Resenha: Minha versão de você

Resenha: Minha versão de você


Autora do livro: Christina Lauren. 

Gênero: Romance e Drama. 

Ano de publicação: 2017. 

   Tanner Scott, um adolescente prestes a acabar o ensino médio, teve uma das maiores reviravoltas em sua vida. Sua família, que antes morava na Califórnia, teve que se mudar para o estado de Utah, em uma cidadezinha em que a maioria das pessoas eram mórmons e extremamente conservadoras. Mas por que isso seria um problema para Tanner? 

   Tanner é um menino bissexual e, naquela cidade, ter uma orientação sexual que não fosse a heterossexualidade era considerado anormal e, dessa forma, Tanner ficava no “armário”. No entanto, ele acaba se apaixonando por Sebastian, um mórmon extremamente inteligente que estudava em sua escola e, além disso, era seu orientador nas aulas de escrita.  

   Durante o enredo, Sebastian questiona sua sexualidade e se conhece melhor a cada capítulo que se passa, tornando a leitura extremamente curiosa, pois a vontade de saber o que vai acontecer com o relacionamento dos dois e como eles irão lidar com isso em um ambiente não tão favorável é intrigante. A vontade em saber se Tanner e Sebastian vão ficar juntos e se os personagens vão conseguir realizar seus sonhos é tanta que a leitura acaba sendo muito dinâmica, sem contar que os capítulos são bem curtos, o que torna tudo muito fluido. 

“ —  Eles estão transtornados, mas, em algum momento, vão entender que ou você é certinho ou é amado. Apenas um grupo muito pequeno consegue ser as duas coisas ao mesmo tempo.” – Minha versão de você, Christina Lauren. 

   Minha versão de você se tornou um best seller e apareceu na lista de mais vendidos no New York Times. Por se tratar de um assunto tão atual e corriqueiro na sociedade, não é à toa que o livro teve tantas vendas. Grande parte do público que o adquiriu foram jovens, mas eu diria que é uma leitura interessante para os adultos, principalmente para aqueles que possuem filhos LGBTQIA+, que sofrem constantemente por apenas serem eles mesmos.   

   Esta obra é, sem dúvidas, muito envolvente, instigando muitos sentimentos no leitor, que vão muito além da curiosidade. Revolta, indignação, felicidade e satisfação estão entre as principais sensações, então, sim, é uma leitura recomendável. É realmente difícil não se envolver com a história e ficar torcendo pelo sucesso dos personagens. 

Autora: Rafaela Choqueti.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *