Amalie Emmy Noether (1882 – 1935)

Amalie Emmy Noether (1882 – 1935)

Amalie Emmy Noether, matemática germânica, nasceu em 23 de março de 1882 em Erlange, Bavaria (Alemanha), e morreu em 14 de abril de 1935. Foi à filha mais velha de uma família judia de quatro filhos. Concluiu o doutorado com uma dissertação sobre invariantes algébricos e ganhou notoriedade por seu trabalho em álgebra abstrata

Seu primeiro nome era Amalie, mas ela era conhecida pelo nome do meio, Emmy. A sua mãe, Ida Amalia Kaufmann Noether, veio de uma família rica da Colónia. O seu pai, Max Noether, professor na Universidade de Erlangen, foi um matemático que trabalhou na teoria das funções algébricas. Dois dos seus três irmãos mais novos tornaram-se cientistas – Fritz foi um matemático e Alfred obteve um doutoramento em química.

Estudou alemão, inglês, francês, aritmética e deu aulas de piano. Em 1900, tornou-se professora nas escolas de meninas da Baviera. No entanto, ela decidiu tomar o caminho difícil para uma mulher daquela época e estudar matemática na universidade. Noether obteve permissão para estudar na Universidade de Erlangen onde permaneceu entre 1900 e 1902. Em 1903 foi para a Universidade de Göttingen. Assistiu a palestras de Blumenthal, Hilbert, Klein e Minkowski, em 1903 e 1904.

Em 1915, Klein e Hilbert convidaram-na para colaborar com eles num trabalho sobre a teoria da relatividade, acreditando que a sua experiência e conhecimentos lhes seriam úteis.

Considerada por Albert Einstein, e outros, como a mulher mais importante na história da matemática, Emmy foi uma grande algebrista, que para além de ter trabalhado com álgebra abstrata, dando atenção especial aos anéis, grupos e corpos, trabalhou também na teoria dos ideais e das álgebras não comutativas.

Noether foi capaz de provar dois teoremas que são essenciais para a teoria da relatividade resolvendo o problema da conservação da energia que é conhecido pelos físicos como o “teorema de Noether”.

Mas o seu sucesso não duraria muito tempo. Em 1935 teve complicações decorrentes de uma operação para remover um tumor uterino, morrendo pouco depois, a 14 de Abril, com 53 anos.

“No julgamento dos matemáticos vivos mais competentes, Fräulein Noether foi o mais significante génio matemático criativo até agora produzido desde que o ensino superior de mulheres começou. No campo da álgebra…, ela descobriu métodos que se revelaram de grande importância no desenvolvimento da geração actual de jovens matemáticos” – Albert Einstein, no The New York Times

Texto por: Natalia Silva de Souza

Referências:

[1] “Amalie Emmy Noether” em Só Matemática. Virtuous Tecnologia da Informação, 1998-2018. Consultado em 18/09/2018 às 12:20. Disponível na Internet em <https://www.somatematica.com.br/biograf/amalie.php>

[2] universidade Católica de Brasília [On line]. Brasília : U. C. B., 2008. [Consulta. 25 Set. 2009]. Disponível em: <http://www.matematica.ucb.br/sites/000/68/00000074.pdf>

[3] Answers.Com [On line]. [s.n.] : Answers Corporation, 2009. [Consulta. 25 Set. 2009]. Disponível em: <http://www.answers.com/topic/emmy-noether-1>

[4] Agnes Scott College : the worlf for women [On line]. Decatur : Agnes Scott College, 2009. [Consulta. 25 Set. 2009]. Disponível em: <http://www.agnesscott.edu/LRIDDLE/WOMEN/noether.htm>

1 comentário

  • Amei, me ajudou muito, pq estou fazendo um trabalho sobre a Emmy

    Emanuelli Rizzatti Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *