Hermann Ludwig Ferdinand Helmholtz (1821 – 1894)

Hermann Ludwig Ferdinand Helmholtz (1821 – 1894)


 Hermann Ludwig Ferdinand Helmholtz, foi um físico alemão, médico e filósofo que fez muitas contribuições a fislogia, eletrodinâmica, óptica, meteorologia e a matemática.

 Nasceu em Potsdam, Prússia no dia 31 de agosto de 1821. Helmholtz adquiriu seu diploma em medicina de Berlim, em 1842, conforme os desejos do seu pai. Ele serviu como cirurgião militar até 1847.

 Ingressou no Friedrich Wilhelm Medical Institute, de Berlim, onde se diplomou em medicina. Após a tese de doutorado, foi médico militar em Potsdam. Viveu em Berlim e em 1849 assumiu a direção da cadeira de filosofia da Universidade de Königsberg. Nomeado em 1870 professor de física da Universidade de Berlim, assumiu a partir de 1888 o cargo de presidente da Physikalisch-Technikalische Reichsanstalt (Instituto Imperial de Física Técnica), que ocupou até a morte. Em 1894 passou a ensinar em Bonn e depois em Heidelberg e na Universidade de Berlim.

 Em julho de 1847 Helmholtz apresentou ,na sociedade de física de Berlim, a famosa monografia Über die Erhaltung der Kraft (Sobre a conservação da força), que o consagrou seu nome na história da física. O princípio da conservação da energia, que demonstrou ser aplicável aos fenômenos elétricos e eletromagnéticos, bem como aos choques dos corpos inelásticos, foi apresentado com base em rigorosa formulação matemática.

 No campo da acústica, Helmholtz pesquisou minuciosamente os aspectos físicos da propagação do som e as características fisiológicas de sua percepção pelo ouvido humano. Fez ainda observações fundamentais sobre a harmonia, estabeleceu uma nova teoria da harmonia e a correlação entre a fisiologia e a estética musical.

 Seus estudos estenderam-se à meteorologia, à termodinâmica e à eletrodinâmica. Nesta última disciplina, determinou uma equação geral para os circuitos elétricos fechados e aplicou tal fórmula à propagação das perturbações elétricas e magnéticas através de corpos capazes de sofrer polarização dessa natureza. Abordou o fenômeno da eletrólise e escreveu, já em seus últimos anos, sobre o significado físico da lei do menor esforço. Foi Helmholtz quem sugeriu a Heinrich Hertz, na época seu aluno, o problema que deu a este o ensejo de descobrir a teoria das ondas eletromagnéticas.

 Dotado de extraordinária capacidade didática, Helmholtz divulgou seus conhecimentos em obras como Handbuch der physiologischen Optik (1856-1867; Manual de óptica fisiológica), Die Lehre von den Tonempfindungen als physiologische Grundlage für die Theorie der Musik (1863; A doutrina da sensação do som como fundamento fisiológico da teoria musical), Vorträge und Reden (1844; Discursos e conferências) e Wissenschaftliche Abhandhungen (1882-1895; Tratados científicos). Empirista convicto, negava a doutrina das ideias inatas e sustentava que todo conhecimento se funda na experiência, adquirida ou transmitida hereditariamente.

 Helmholtz morreu em Charlottelburg, perto de Berlim, em 8 de setembro de 1894.

Texto por: Alaíne Gomes

 Referências:

Hermann Helmholtz. Disponível em <http://www.biomania.com.br/bio/?pg=artigo&cod=2266>. Acesso em: novembro de 2016.

Bibliografia de Hermann Helmholtz | cientistas famosos. Disponível em: <https://edukavita.blogspot.com.br/2015/11/biografia-de-hermann-von-helmholtz.html>. Acesso em: novembro de 2016.

Imagem de destaque: Popular Science Monthly Volume 5 [Public domain]. Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:PSM_V05_D140_Hermann_Ludwig_Ferdinand_Helmholtz.jpg. Acesso em: fevereiro de 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *