Christiaan Huygens (1629-1695)

Christiaan Huygens (1629-1695)

“O mundo é minha pátria, a ciência é minha religião”


 Christiaan Huygens foi um cientista holandês que nasceu nos países baixos em 1629, ele foi um grande colaborador em diversas áreas científicas, como a dinâmica, astronomia, matemática e óptica. Desde jovem, recebeu diversas influências de intelectuais de sua época, como do matemático Descartes, que era amigo de seu pai, e muito interessado no ensino matemático de Huygens. Logo aos 16 estudou matemática na Universidade de Leiden e alguns anos mais tarde fez sua primeira publicação, na área da geometria.

 Não muito mais tarde, Christiaan começou a se interessar por telescópios e observações astronômicas, onde desenvolveu métodos para aumentar a capacidade dos telescópios da época, e mais notavelmente, descobriu a primeira lua de saturno (Titã). Fez também pesquisas de impacto sobre os anéis de Saturno e suas mudanças. Devido a isto foi bastante criticado por pensadores como o matemático Jesuit Fabri que mais tarde acabou tendo que aceitar a teoria de Huygens, pelo fato dos telescópios mais potentes acabarem só comprovando suas observações.

 Suas pesquisas na área astronômica só aumentaram, e estas requeriam muita precisão na medida do tempo, o que os relógios da época não podiam prover, isso foi o que o levou à patentear os primeiros relógios à pendulo o que permitiu um salto gigantesco na precisão da contagem do tempo.

 Em 1660 começou a participar de diversos encontros científicos em Londres nos quais conheceu muitos pensadores do século, como Pascal, Roberval, Boyle e Hooke, e também onde teve o primeiro contato com membros da recém formada ‘sociedade real’, a qual mais tarde ele mesmo fez parte.

 Seis anos depois, descobriu que alguns membros da sociedade haviam começado a investigar relógios à base de mola, em particular Hooke, logo se interessou e construiu alguns protótipos à mola que se provaram muito mais impreciso que seu modelo pendular, acabou então abandonando temporariamente as molas e continuou seu desenvolvimento nos relógios à pendulo.

 Huygens em 1670, começou a apresentar problemas de saúde graves, os quais o forçaram à voltar para Holanda onde ficou alguns anos em recuperação antes de retornar à Londres. Por volta desta data ele começou a tomar conhecimento das teorias de Newton as quais criticou, principalmente a sua teoria espectral da luz. Admitiu mais tarde em uma carta ao irmão que sentia grande admiração pelo trabalho de Newton, apesar de não concordar com suas teorias.

 Aproximadamente em 1678, realizou trabalhos na área da óptica onde apresentou sua ideia muito discutida sobre a luz como onda, assim como a ideia da luz possuir uma velocidade finita e mensurável. Logo foi criada então uma divisão na sociedade cientifica que viria a perdurar por muito tempo, na qual que se dividiam entre os que apoiavam a teoria ondular de Huygens e os que apoiavam a teoria corpuscular de Newton. Após esta sua última visita à Inglaterra, onde conheceu Newton, voltou para sua terra natal devido ao deterioramento de sua saúde, que já se encontrava grave e lá ficou até o final de sua vida. Em seus últimos anos vivo abriu as primeiras discussões sobre vida extraterrestre  em seu livro sobre o cosmos.

 Recentemente, em 2004, uma sonda espacial com destino à Titã foi nomeada em homenagem à Huygens, esta que, foi a primeira sonda que com sucesso pousou em Titã.

Texto por: Matheus H. Przygocki

Referências:

Christiaan Huygens; Disponivel em: <http://www-groups.dcs.stand.ac.uk/~history/Biographies/Huygens.html > Acessado em: Jun. 2016.

Christiaan Huygens: Discoverer of Titan; Disponível em: <http://www.esa.int/About_Us/Welcome_to_E SA/ESA_history/Christiaan_Huygens_Discove rer_of_Titan>; Acessado em: Jun. 2016.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *