Isaac Newton (1642-1727)

Isaac Newton (1642-1727)

 

“Se vi mais longe foi por estar de pé sobre ombros de gigantes.”


Isaac Newton nasceu no natal do ano de 1642, em Lincolnshire Inglaterra. Durante a infância fez poucos amigos, passava a maior parte do tempo sozinho, construindo móveis, relógios de sol e maquetes. Sua habilidade e criatividade o tornaram conhecido na região.

Embora tenha sido uma das mentes mais brilhantes da história, não chamava muita atenção na escola, pois, segundo ele mesmo, era negligente com as obrigações escolares. Porém, isso mudou quando venceu um valentão em uma luta. Após esse feito, obteve reconhecimento dos outros alunos, e começou a se dedicar mais, e então, tornou-se o aluno mais brilhante da escola, o que despertou a atenção do diretor e de seu tio. Os dois homens eram muito influentes, e foram fundamentais para a aceitação de Newton em Cambridge, em 1661.

Seus primeiros dias em Cambridge foram tumultuados. Newton não gostava de jogos e bebidas, logo, recebeu a fama de ser uma pessoa extremamente séria. Porém, com o passar do tempo, se acostumou a vida universitária.

Em Cambridge, começou seus estudos com luz. Após comprar um prisma em uma feira, gastava todo seu tempo livre fazendo experiências com o objeto em seu quarto. Newton gostava tanto de pesquisar, que frequentemente esquecia de dormir ou de se alimentar. Ele anotava tudo o que observava, e depois traduzia para a matemática. Isaac Newton utilizou todo o conhecimento disponível da época. Os trabalhos sobre geometria de Descartes foram fundamentais para Newton em suas pesquisas, porém, devido a necessidade de uma matemática avançada, Isaac Newton inicia o desenvolvimento do cálculo. Seus estudos com a luz resultaram em avanços no uso de lentes, melhorias no microscópio primitivo, e mais tarde, o surgimento da espectroscopia.

Em 1665, após terminar sua graduação e conseguir o título de bacharel em artes, Isaac Newton é forçado a voltar para Lincolnshire, devido ao fechamento de Cambridge por conta da peste negra. É durante esse período em Lincolnshire que uma maçã supostamente caiu sobre a cabeça de Newton, inspirando suas pesquisas a cerca de gravitação, em 1666, o chamado “ano milagroso”. Através da ferramenta matemática desenvolvida por Isaac Newton, ele conseguiu desenvolver suas teorias sobre gravidade e o movimento dos astros, rendendo a ele o título de pesquisador em Cambridge.

O desenvolvimento do cálculo foi inicialmente creditado a um matemático dinamarquês chamado Nicolas Mercator. Porém, Newton já havia o desenvolvido cerca de três anos antes, mas não havia publicado seu trabalho. Com a ajuda de um professor de matemática de Cambridge chamado Isaac Barrow, Newton conseguiu provar ter sido o criador da ferramenta, publicando a obra De Analysis, em 1669

Após o professor Isaac Barrow se aposentar, Newton assume seu posto como professor de matemática. Com 26 anos, Isaac Newton torna-se o professor mais jovem de Cambridge.

Trabalhar como professor rendeu a Isaac Newton mais tempo livre para fazer suas pesquisas. Com isso, em 1670, criou o telescópio refletor. Seu telescópio era um aprimoramento de telescópio refrator desenvolvido por Galileu. Newton utilizou suas habilidades manuais para construir todo o equipamento, até mesmo as ferramentas utilizadas na construção. Seu telescópio foi tão revolucionário, que Newton foi convidado a se unir a Sociedade Real, um seleto grupo de cientistas renomados.

Ao se unir a Sociedade Real, em 1672, Isaac Newton conhece seu maior rival: Robert Hooke. Hooke descordava de boa parte das teorias de Newton, e as partes em que concordava, creditava a si o desenvolvimento. A rivalidade entre os dois foi tanta, que para vencê-la Newton se aprofundou ainda mais em suas pesquisas. Porém, Newton nunca publicava seus trabalhos, pois, segundo ele, ainda não estava bom o suficiente.

Felizmente, Edmund Halley, amigo muito próximo de Newton, convence-o, após muita luta, de publicar seu trabalho sobre mecânica. Assim, em 1684 Isaac Newton começa a trabalhar no famoso livro Philosophiae Naturalis Pincipia Mathematica, publicando-o no dia 28 de abril de 1686. Esta obra é considerada uma das maiores obras da história da ciência. Nela, Newton apresentou todas as suas descobertas a respeito da gravitação, suas ideias sobre forças, e o mais importante: apresentou as leis do movimento, as famosas Leis de Newton.

Após a publicação do Principia, Isaac Newton sofre de uma doença misteriosa, ficando três anos sem trabalhar. Após se recuperar da doença, é nomeado diretor da Real Casa da Moeda, em 1696. Este era apenas um título que Newton adquiriu por seus trabalhos científicos. Porém, Newton desempenhou tão bem sua função, que em 1699, com 47 anos, Isaac Newton foi nomeado Mestre da Real Casa da Moeda. Posteriormente, Newton foi nomeado membro do parlamento, em 1701, pela universidade de Cambridge.

No ano de 1703, Newton, com 60 anos, é nomeado Presidente da Sociedade Real. Isaac Newton veio para trazer novos ares para a instituição, contribuindo para seu fortalecimento e transformando-a em uma das instituições científicas mais respeitadas da época.

Em 1704, Newton publica seus trabalhos sobre luz, os quais começaram quando ele ainda estava se graduando em Cambridge. O livro Opticks foi outro sucesso. Rendendo a Isaac Newton o título de Cavaleiro.

Em 1727, com 84 anos, morre Sir Isaac Newton, cientista mais renomado do mundo, presidente da instituição científica mais respeitada da terra. Newton não casou, não teve filhos. Mas talvez, tenha deixado a maior herança da história.

Autor do Texto: Matheus Pretko

Referências:

[1] WHILE, M. Isaac Newton, Personagens que mudaram o mundo, Globo S.A, 1993, Brasil.

[2] COSMOS: A spacetime odyssey. Temporada 1 episódio 3: Quando o conhecimento venceu o medo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *