James Clerk Maxwell (1831-1879)

James Clerk Maxwell (1831-1879)

 

Imagem: James Clerk Maxwell. Fonte: Wikimedia Commons.


 James Clerk Maxwell foi um físico e matemático, nascido em 13 de Junho de 1831 em Edimburgo, na Escócia.

 Começou a estudar Matemática na Universidade de Cambridge, transferindo-se para a Trinity College durante o curso. Formou-se em 1854 e, aos 25 anos, obteve uma cadeira de Filosofia Natural em Aberdeen. No ano em que se formou, apesar de ter se destacado durante o curso, não recebeu o prêmio de melhor aluno, pois não se preparou adequadamente para os exames de fim de curso.

 Trabalhou na Trinity College até 1856, antes de assumir sua cadeira em Aberdeen, onde inventou um pião colorido para demonstrar que as três cores primárias, o vermelho, verde e azul, poderiam produzir praticamente qualquer outra cor. No futuro, esse estudo serviu de base para a criação da televisão a cores. Por esse estudo, Maxwell recebeu a medalha Rumford da Sociedade Real.

 Além de seu trabalho com o pião, ele teve também, no início de sua carreira, um trabalho muito importante a respeito dos anéis de Saturno, onde provou matematicamente que eles só poderiam ser sólidos maciços e estáveis se quatro quintos de sua massa estivessem concentrados em um único ponto e o restante estivesse distribuído uniformemente.

 Em Fevereiro de 1858, ele tornou-se noivo de Katherine Mary Dewar, casando-se com ela em Junho de 1859.

 Em 1860, começou a trabalhar no King’s College de Londres, ocupando a cadeira de Filosofia Natural, onde ficou até 1865. Lá, ele deu continuidade aos estudos sobre o eletromagnetismo, estudos esses que se iniciaram logo após a sua graduação, e que fizeram dele o estudioso mais famoso do século XIX.

 Baseado em um trabalho de Faraday, Maxwell introduziu, em 1862, o conceito de campo. Em seguida, mostrou que um campo magnético pode ser criado pela variação de um campo elétrico.

 Ele também mostrou que os campos elétrico e magnético podem ser unificados em um fenômeno único: o eletromagnetismo. Além disso, mostrou que ondas eletromagnéticas viajam pelo espaço a uma velocidade igual à velocidade da luz (300 000 Km/s). Assim, ele criou a hipótese de que a luz era uma forma de onda eletromagnética.

 Evidências de que a luz é realmente uma onda eletromagnética vieram mais tarde com experimentos de Hertz.

 Após sair do King’s College, Maxwell voltou para a região em que passou sua infância, Glenlair, onde se dedicou a escrever seu famoso livro sobre o eletromagnetismo, o “Tratado sobre Eletricidade e Magnetismo”, publicado em 1873.

 Em 1871, foi trabalhar como diretor do Laboratório Cavendish, em Cambridge.

 Entre 1874 e 1879, ele se dedicou à edição dos trabalhos e manuscritos sobre matemática e eletricidade experimental de Henry Cavendish. Nessa época, Maxwell já apresentava sérios problemas de saúde por causa de um câncer no estômago. No verão, voltou com sua esposa para Glenlair e, ao voltar para Cambridge, veio a falecer.

 Durante sua vida, Maxwell teve quatro livros e cerca de cem artigos publicados. Foi também editor científico da nona edição da Enciclopédia Britânica.

 REFERÊNCIAS

<http://www.ghtc.usp.br/Biografias/Maxwell/Maxwellbio.html>, visitado em 12 de Outubro de 2015.

<http://www.e-biografias.net/james_clerk_maxwell/>, visitado em 12 de Outubro de 2015.

<http://www.astronoo.com/en/biographies/james-clerk-maxwell.html>, visitado em 12 de Outubro de 2015.

<http://emanaoeumaavestruz.blogspot.com.br/2009/09/maxwell-e-os-aneis-de-saturno.html>, visitado em 12 de Outubro de 2015.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *