Albert Einstein (1879-1955)

Albert Einstein (1879-1955)

“A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.” – Albert Einstein

Albert Einstein nasceu em Ulm, na Alemanha, em 14 de março de 1879. Seus pais Hermann Einstein e Pauline Koch eram judeus, não praticantes. Em 1880 a família muda-se para Munique. Nos seus primeiros anos de vida, Einstein teve dificuldades para se expressar através da fala e era lento para aprender. Com seis anos de idade começa a ter aulas de violino.

Estudou o primário em uma escola católica, que pelo fato de seus pais não serem judeus praticantes, não ligaram muito. Aos dez anos de idade, Einstein ingressou no Gymnasium local onde se interessa por Geometria e Álgebra.

Em 1894 a família de Einstein mudou-se para a Itália, mas ele permaneceu em Munique para terminar seus estudos secundários. Um ano depois, Einstein foi expulso da escola sob alegação de ser um aluno rebelde, e aos seus 16 anos abandona a religião judaica e, assim, liberta-se de todo e qualquer tipo de dogma e imposição ideológica, isso porque detestava a mentalidade militarista alemã.

Em 1901  torna-se cidadão suíço e tem seu primeiro artigo científico publicado “ A investigação do Estado do Éter em Campo Magnético”.

Publicou quatro artigos para o desenvolvimento da Física. Um deles foi sobre o efeito fotoelétrico. Segundo Einstein, sob certas condições a luz se comportava como uma partícula. Essa teoria postulava que a energia dos raios luminosos se transfere em unidades individuais chamadas quanta, marcando a base da atual teoria sobre a natureza da luz.

Em outro artigo, Einstein expôs a formulação inicial da Teoria da Relatividade que, mais tarde, o tornaria mundialmente conhecido. Foi então que Einstein propôs a sua famosa equação E=mc².

Em 1921 recebe o Prêmio Nobel de Física ao explanar sua teoria quântica, que apresentava esclarecer sobre o efeito fotoelétrico.

Em 1933, os nazistas assumem o poder e, como todo povo judeu, Einstein foi perseguido pelos nazistas, contudo, ele conseguiu deixar a Alemanha, passou pela Inglaterra e, estabeleceu morada nos EUA, onde se naturaliza como cidadão americano somente em 1940; apesar de atuar em prol da paz ao longo de sua vida, Einstein defendeu o desenvolvimento da bomba atômica pelos Estados Unidos, com o objetivo de frear Hitler e a Alemanha nazista.

Em 1939, após tomar conhecimento de que os alemães estavam dedicado-se a um sigiloso projeto que envolvia o uso de urânio, Einstein então escreve uma carta ao Presidente Roosevelt, acerca das implicações militares da energia atômica e, recomendava que os Estados Unidos se dedicassem a pesquisa nuclear, que mais tarde resultou na construção da bomba nuclear.

Einstein entristeceu-se profundamente ao ver as consequências desastrosas da bomba nuclear e, uma semana antes de sua morte, Einstein assina sua ultima carta e a endereçou a Bertrand Russel. Nela, ele concordava que seu nome fosse incluído em um manifesto em prol de todas as nações que abandonassem as armas nucleares.

Seus principais trabalhos são: “Teoria Especial da Relatividade”, em 1905; “Teoria Geral da Relatividade”, em 1916; “Investigações sobre a teoria do movimento browniano”, 1926; e “Meus últimos anos”, 1950.

Einstein foi o cientista mais renomado de todos os tempos. Ganhador do Prêmio Nobel de Física(1921), títulos de Doutor Honoris causa de diversas universidades pelo mundo, títulos de Membro Honorário de várias instituições e a Medalha Copley da Sociedade Real de Londres (1925), entre varias outras.

Einstein teve três filhos e casou-se duas vezes. Passou os últimos anos de sua vida em busca de uma teoria onde pudesse trabalhar ao mesmo tempo com a Matemática e as leis da Física. Contudo, sua busca não pode ser concluída, pois, em 1955, o mundo perdeu este cientista de cérebro brilhante.

Albert Einstein morreu no dia 18 de abril de 1955 em Princeton, Nova Jersey. Seu corpo foi cremado e seu cérebro extraído e doado ao Centro Médico de Princeton. Einstein morre devido a uma ruptura de um aneurisma na aorta abdominal.

Texto por: Bruna Alves.

Referências:

A HISTORIA de Albert Einstein. S.i: Documentário em Hd, 2014. Son., color. Disponível em: <https://www.youtube.com/results?search_query=albert+einstein>. Acesso em: 20 ago. 2015.

E-BIOGRAFIAS. Albert Einstein. Disponível em: <https://www.e-biografias.net/albert_einstein/>. Acesso em: 19 ago. 2015.

FÍSICA, Sociedade Brasileira de; STUDART, Nelson. Einstein: uma breve cronologia. Disponível em: <http://www.sbfisica.org.br/fne/Vol6/Num1/cronologia.pdf>. Acesso em: 19 ago. 2015.

PACIEVITCH, Thais. Albert Einstein. Disponível em: <http://www.infoescola.com/biogafrias/albert-einstein/>. Acesso em: 19 ago. 2015.

WWW10EMTUDO (Org.). Albert Einstein. Disponível em: <http://www.10emtudo.com.br/artigo/albert-einstein>. Acesso em: 18 ago. 2015.

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *