Étienne Louis Malus (1775-1812)

Étienne Louis Malus (1775-1812)


   Nascido em 23 de julho de 1775, em Paris, na França, Étienne Louis Malus foi filho de Anne Louis Malus e Louise Charlotte Desboves; teve a educação básica feita em sua própria casa, onde foi educado em Literatura e Matemática, para só então frequentar a escola de engenharia, École Royale de Genie, em Mézières, atual área da Suíça.

   Revelou sua habilidade matemática em 1793 em um exame de admissão, agora para uma escola militar, ainda na cidade de Mézières. A posição de seu pai como tesoureiro da França, durante a revolução francesa, comprometeu a moradia de sua família no país, então Malus se viu obrigado a servir como um simples soldado até 1794, quando foi enviado para a École Polytechnique

   Depois de se formar, Malus voltou para o exército, onde tornou-se subtenente de engenheiros em 20 de fevereiro de 1796 e capitão de engenheiros em 19 de junho de 1796. Participou da expedição de Napoleão ao Egito e à Síria (1798-1801). 

   Como engenheiro, Malus recebeu ordens para acompanhar a invasão do Egito por Napoleão em 1798. Isso não o agradou muito, pois na época em que recebeu a ordem estava hospedado na cidade de Giessen, como parte de uma força de ocupação, e estava prestes a se casar com a filha do chanceler da Universidade de Giessen.

   Seu trabalho como matemático estava quase inteiramente voltado para o estudo da luz e sua natureza. Isso o levou a estudar sistemas geométricos chamados sistemas de raios. Ele conduziu experimentos para verificar as teorias de luz de Huygens e reescreveu a teoria de uma forma mais analítica. Sua principal descoberta – a da polarização da luz pela reflexão – foi publicada em 1809, e sua teoria sobre o fenômeno de dupla refração da luz em cristais em 1810.

   Malus disse que as partículas de luz têm lados ou polos, usando pela primeira vez, a palavra “polarização” para caracterizar o fenômeno.

  Malus recebeu muitas honrarias por seus trabalhos, em particular, recebeu um prêmio da Académie des Sciences em 1810, por suas contribuições sobre o entendimento do fenômeno de dupla refração. No mesmo ano, foi eleito para a Académie des Sciences, e, no ano seguinte, apesar da guerra entre a Inglaterra e a França, Malus recebeu a medalha Rumford da Royal Society of London.

   Étienne Louis Malus morreu em 27 de fevereiro de 1812 em sua cidade natal, Paris.

Texto por: Gabriel Grube dos Santos.

Referências:

Autor desconhecido. “Étienne Louis Malus” disponível em: <https://www-history.mcs.st-ndrews.ac.uk/Biographies/ Malus.html> acesso em: 27 de agosto de 2019.

Charles Scribner’s Sons. “Complete Dictionary of Scientific Biography COPYRIGHT 2008” Encyclopedia.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *