Guy de Chauliac (1300 – 1368)

Guy de Chauliac (1300 – 1368)

Guy de Chauliac foi um médico e cirurgião Francês que escreveu um tratado complexo e influente sobre a cirurgia em latim, intitulado Chirurgia Magna. Este trabalho, posteriormente, foi traduzido em muitas outras línguas, e utilizado como obra de referência sobre cirurgia para médicos até ao século XVII.

Guy nasceu em 1300, muito provavelmente, em Chauliac, uma aldeia perto da fronteira sul de Auvergne, na França. Vindo de uma família de camponeses pobres, diz-se que, quando adolescente, ele ajudava uma garota rica que havia sido ferida; por isso, em gratidão, ele foi enviado para estudar. Encaminhado para a Universidade de Montpellier, renomada em todo o mundo medieval, ele  preencheu os requisitos para o grau de Mestre em Medicina, em 1325.

Em Bolonha, após assistir leituras anatômicas de indivíduos importantes da época, ele se destacou como um anatomista e formulou isso: “um cirurgião que não conhece anatomia é como um cego puxando um baú”.

Após trabalhar um tempo em Paris, ele foi nomeado médico pessoal do papa Clemente VI em Avignon, cidade onde o pontífice foi instalado na época. Ele teve pouco tempo para desfrutar de cultura, estudo e bem-estar, pois a Peste Negra logo apareceu em 1348, uma epidemia que veio do Oriente e matou quase metade da população europeia.

Quando essa epidemia chegou, os médicos fugiram da cidade, no entanto, Chauliac permaneceu, tratando de doentes de peste e documentando os sintomas meticulosamente. Ele alegou ter sido ele próprio infectado e ter sobrevivido à doença usando as suas medicinas.

Após a morte do Papa Clemente VI, continuou sendo médico dos Papas Inocêncio VI e Urbano V.

Chauliac foi um grande leitor e escreveu textos de astrologia, dietética e Chirurgía magna (1363), com um estilo claro e preciso. Neste último, sua principal obra, ele voltou seus conhecimentos sobre anatomia, cirurgia, patologia e terapêutica. Este trabalho tem excelentes descrições da peste, operações de catarata, redução de fraturas e uso de substâncias narcóticas. Além disso, foi válida por vários séculos, sendo 14 edições no século 15 e 38 no século 16; e traduzida em vários idiomas, como holandês, inglês e hebraico.

De maior interesse hoje, no entanto, são as experiências pessoais que Chauliac espalhou ao longo de seus textos. Essas descobertas, acompanhado de seus esforços para reconciliá-las com declarações autorizadas, contribuíram para o enorme sucesso de sua principal obra Cinco anos depois de completá-lo, provavelmente durante o mês de julho, em 1368, Chauliac faleceu.

Texto por: Matheus Vieira.

Referências:

Rogers, Kara. Encyclopaedia Britannica: Guy de Chauliac. Disponível em: <https://www.britannica.com/biography/Guy-de-Chauliac> Acesso em: 12 de maio de 2019

Autor Desconhecido. Biografia: Guy de Chauliac, ital. Guido De Cauliaco. Disponível em: <http://biografias.netsaber.com.br/biografia-2139/biografia-de-guy-de-chauliac–ital–guido-de-cauliaco> Acesso em 12 de maio de 2019.

Autor Desconhecido. YourDictionary: Guy de Chauliac Facts. Disponível em: <http://biography.yourdictionary.com/guy-de-chauliac> Acesso em: 12 de maio.

Autor Desconhecido. Revista Galenus: Guy de Chauliac. Disponível em: <http://www.galenusrevista.com/?Guy-de-Chauliac-1290-1368> Acesso em 12 de maio de 2019

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *