Yoichiro Nambu (1921 – 2015)

Yoichiro Nambu (1921 – 2015)

Yoichiro Nambu nasceu em 18 de janeiro de 1921 em Tóquio, Japão. Depois de receber um mestrado em 1942 da Universidade de Tóquio, trabalhou como professor na Universidade de Citysaka City até receber seu doutorado também pela Universidade de Tóquio, após isso ele foi para os Estados Unidos a convite do Instituto avançado em Princeton, Nova Jersey. Em 1954, tornou-se pesquisador associado na Universidade de Chicago, onde passou o restante de sua carreira.

Durante muito tempo, os físicos assumiram que várias simetrias caracterizavam a natureza em uma espécie de “mundo espelhado” onde a direita e a esquerda eram invertidas e a matéria era substituída pela antimatéria, sendo que as leis da física continuariam as mesmas em ambos os lados. No entanto, essas simetrias se mostraram não funcionar as vezes. Nambu sugeriu então que elas estariam ou escondidas ou quebradas e em 1959, começou a formular uma teoria matemática para entender essas violações, fornecendo uma base para melhor compreensão das partículas elementares e suas interações. A sua descoberta do princípio de quebra espontânea de simetria foi revolucionária para a Física e está presente em toda a física de partículas moderna. Em 2008 essa teoria rendeu a ele junto a Toshihide Masukawa e Makoto Kobayashi o Prêmio Nobel de física.

Além disso ele foi um dos criadores da teoria das cordas, que propõe modelar partículas subatômicas como entidades minúsculas, unidimensionais semelhante a cordas, também foi um dos pioneiros na teoria de cromodinâmica quântica, no qual sugeriu pela primeira vez a existência do glúon.

Em 5 de julho de 2015 Yoichiro Nambu faleceu em Osaka no Japão.

Entre alguns dos prêmios que ele recebeu estão:

  • Prêmio Dannie Heineman (1970).
  • Ordem da Cultura (1978).
  • Medalha Nacional de Ciência dos Estados Unidos (1982). 
  • Medalha Max Planck (1985).
  • Medalha Dirac (1986). 
  • Prêmio Sakurai (1994).
  • Prêmio Wolf (1995). 
  • Medalha Gian Carlo Wick (1996). 
  • Prêmio Bogoliubov (2003). 
  • Medalha Benjamin Franklin (2005). 
  • Prêmio Pomeranchuk (2007).

Texto por: Ricardo Gonzatto Rodrigues.

Referências:

[1]  Yoichiro Nambu – Biográfico. NobelPrize.org. Nobel Media AB 2019. Mon. 29 de abril de 2019. <https://www.nobelprize.org/prizes/physics/2008/nambu/biographical/>.

[2] Yoichiro Nambu in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-29 21:44:26]. Disponível na Internet: https://www.infopedia.pt/apoio/artigos/$yoichiro-nambu.

[3] <https://www.britannica.com/biography/Yoichiro-Nambu > Acessado em 29/04/2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *