Dia dos Loucos reúne comunidade no campus de Irati

Dia dos Loucos reúne comunidade no campus de Irati

A Unicentro está completando, em 2019, 29 anos. Período em que atuou em defesa do ensino superior público, gratuito e de qualidade. Em Irati, uma encenação teatral reuniu estudantes, professores, funcionários e a comunidade em geral. O palco do Auditório Denise Stoklos recebeu a peça de mais sucesso do ator e diretor Marcos Americano. A obra, intitulada “Dia dos Loucos”, foi idealizada a partir da literatura do escritor russo Nikolai Gogol pelo próprio Marcos, que também faz uma performance solo durante o espetáculo. “É uma adaptação do diário de um louco do Gogol, é um clássico do Gogol, e eu pego e subverto tudo, é uma transcriação, de uma história de loucura e solidão, mas é uma coisa contemporânea”.

Marcos explica que uma das grandes inspirações para o seu trabalho é a obra de Denise Stoklos, dramaturga iratiense que empresta o nome para o Auditório do campus Irati. “Nessa peça, Dia dos Loucos, temos vozes dissonantes, como nos espetáculos delas. É muito forte porque é um espetáculo muito político”. A peça teatral Dia dos Loucos incita a crítica, o humor e a poesia ao abordar valores sociais como a política, a cidadania e a solidariedade.

Peça teve entrada gratuita (Foto: Coorc)

A estudante de Psicologia da Unicentro Lirian Simões Krupek acredita, assim como Marcos, que a política está intrinsecamente relacionada com todas as relações humanas. “Uma coisa que foi bastante trazida é a questão da cultura relacionada à política, ao espaço político, que não é só a política de partidos nesse âmbito, mas é mais no nosso ato do dia a dia, em como nós nos relacionamos, diz.

A vinda da peça como atração cultural do aniversário da Unicentro foi negociada pela professora Alexandra Lourenço, que é diretora de Promoção Cultural do campus Irati. Ela justificou a escolha explicando a relação entre os trabalhos de Marcos Americano e Denise Stoklos. “Ele é conhecido profissionalmente da Denise e a Denise tem observado o trabalho dele com carinho, feito críticas muito positivas. Ele veio, ele gostou, tinha esse desejo de retornar”, conta.

Avatar

Deixe uma resposta