Unicentro elege novos diretores de Setores do Conhecimento e chefes de Departamentos Pedagógicos

Unicentro elege novos diretores de Setores do Conhecimento e chefes de Departamentos Pedagógicos

A Unicentro, segundo o último ranking do Ministério da Educação, o MEC, é a 34ª melhor universidade do Brasil. Sucesso que vem sendo construído ao longo dos anos por muitas mãos. São professores, funcionários, estudantes e dirigentes que têm como compromisso fazer o melhor para que a nossa universidade chegue cada vez mais longe. Por isso, as eleições para as novas chefias dos departamentos pedagógicos, as direções dos setores de conhecimento e os representantes dos conselhos superiores da instituição contaram com a participação efetiva da comunidade universitária.

A participação foi satisfatória, o que nos deixa felizes enquanto comissão, por todos que trabalharam durante a programação das eleições, na execução destas. O que nos mostra, realmente, que nós temos entre os nossos alunos, agentes universitários e professores uma boa interação entre todos. O exercício do voto é um exercício importante para nós dentro da universidade”, pondera presidente da Comissão Eleitoral, professor Jayme Augusto Peres.

Seções eleitorais foram montadas nos campi universitários e nas unidades avançadas (Foto: Maíra Machado)

Nas unidades universitárias de Guarapuava e Irati e nos campi avançados, a votação foi presencial. Já a participação dos alunos da educação a distância foi registrada eletronicamente. No total, foram 24 seções eleitorais. Nilo Oliveira, é agente universitário no campus Cedeteg e fez questão de ir até a seção onde vota para registrar a sua escolha para representante dos conselhos. “É importante porque aí você tem o apoio de quem você vai colocar lá dentro, você pode fazer uma cobrança e ter uma participação dos próprios funcionários nessa questão. A gente tem que ter o apoio deles e eles sentirem que podem contar com a gente quando precisarem”.

O professor Maurício Rigo, do Departamento de Engenharia de Alimentos também contribuiu com o processo eleitoral. Para ele, a participação dos professores é uma demonstração de apoio e confiança nos candidatos. “No nosso Departamento que é pequeno, tem 12 docentes, nós sempre temos uma única chapa. Então, é uma unanimidade. Tem que vir aqui e colocar o xisinho na cédula para contribuir com esses professores que estão assumindo”, defende.

A participação dos estudantes também foi expressiva. Larissa Maciel, acadêmica de Fisioterapia, por exemplo, acredita que os alunos devem se interessar em conhecer as propostas de trabalho dos candidatos a chefes de departamento e a diretores de setor, registrar seu voto e, posteriormente, manter um contato próximo com os dirigentes, visando o bom desenvolvimento dos cursos. “Eu acho importante porque, de um jeito ou de outro, a gente depende deles. A gente tem que ter uma noção do que é o cargo primeiro, para depois votar para eles estarem lá e ter esse benefício de poder conversar com eles e mostrar o que a gente acha que pode melhorar”.

Os diretores e vice-diretores dos setores de conhecimento cumprem quatro anos de mandato. Os chefes e vice-chefes de departamentos pedagógicos eleitos permanecem no cargo por dois anos. Já os representantes dos conselhos superiores terão um mandato de dois anos. Os eleitos devem assumir os respectivos cargos já a partir de fevereiro do próximo ano.

O processo de eleição é importante para a administração da universidade, para a gestão da universidade e, também, ele permite uma conscientização democrática. A nossa expectativa é sempre que essa renovação seja uma nova oxigenação para que a universidade avance, conquistando melhores posicionamentos nos rankings de reconhecimento público, redirecione os cursos. Quer dizer, é toda uma renovação que a gente espera sempre que é para o melhor”, avalia o vice-reitor da Unicentro, professor Osmar Ambrósio de Souza.

Clique aqui e confira o resultado das eleições.

Avatar

Deixe uma resposta