Começa nesse domingo edição 2019 do Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná

Começa nesse domingo edição 2019 do Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná

Um total de 750 estudantes indígenas de diferentes etnias – kaingangs, guaranis, xetás, fulni-ôs e terenas – participam neste domingo e segunda-feira, dias 17 e 18, do 19º Vestibular dos Povos Indígenas do Paraná, que será realizado por seis universidades do estado. Pela Unicentro, que aplicará as provas em Mangueirinha, são 174 candidatos.

São 24 da terra indígena de Marrecas, Turvo; seis candidatos da terra indígena de Foz da Areia; 17 candidatos da terra indígena de Palmas; nove da terra indígena de Clevelândia; e 118 da terra indígena de Mangueirinha”, detalha a coordenadora da Cuia Paraná (Comissão Universidade para os Índios) e professora da Unicentro, Juliane Agnes.

Num dos dois dias de provas, os candidatos farão a Prova Oral e, no outro, responderão a Prova Objetiva. A primeira envolve aspectos da vida, da cultura e do território indígena e a segunda tem como um dos objetivos verificar a proficiência do candidato em língua portuguesa.

Os 750 candidatos que participam do processo seletivo desse ano concorrem a 52 vagas, seis em cada uma das sete universidades estaduais (UEL, Uenp, UEM, UEPG, Unespar, Unicentro e Unioeste) e dez na Federal (UFPR). O número representa um aumento de mais de 1000% na procura por cursos de graduação desde o concurso foi instituído por Lei Estadual, há 17 anos.

Avatar

Deixe uma resposta