Mesa-redonda voltada para estudantes de Saúde é ação pelo Outubro Rosa na Unicentro

Mesa-redonda voltada para estudantes de Saúde é ação pelo Outubro Rosa na Unicentro

No Brasil, as taxas de câncer de mama são alarmantes. Segundo dados do Inca, que é o Instituto Nacional do Câncer, esse tipo de tumor representa 15,1% de todas as patologias malignas que acometem mulheres no país, sendo o mais frequente e a principal causa de morte por câncer entre elas. Por esse motivo, no mês de outubro a saúde da mulher ganha uma atenção especial. Aqui na Unicentro, várias ações em alusão ao Outubro Rosa são realizadas. Uma delas foi a mesa-redonda organizada pelo Departamento de Enfermagem, que contou com a presença de profissionais da saúde. Os convidados expuseram a importância da conscientização sobre o tema na formação dos futuros profissionais da área. “Quando nós trazemos profissionais para falar para os nossos alunos, eles veem como acontece fora dos muros da academia”, explica a chefe do Departamento de Enfermagem, professora Alexandra Bittencourt Madureira, sobre a importância do contato entre os profissionais e os discentes, que futuramente estarão na linha de frente nesse tipo de campanha.

Uma das palestrantes, a professora Maria Isabel Raimondo Ferraz, ressalta a importância de evidenciar o trabalho dos profissionais, que atuam para que ocorra um diagnóstico precoce e, assim, o tratamento possa ser iniciado rapidamente. “Identificar os fatores de risco que possam fazer com que esse câncer seja prevenido ou que seja diagnosticado precocemente para reduzir os índices de mortalidade da população feminina. Então, nós precisamos formar profissionais qualificados para identificar os fatores de risco”.

Mesa-redonda buscou preparar futuros profissionais para a prevenção do câncer de mamas (Foto: Coorc)

O egresso da Unicentro Eleandro Prado também apontou, durante sua fala, números alarmantes que explicitam ainda mais a importância da conscientização. “Uma das doença que mais mata no mundo e o Brasil não foge dessa regra – principalmente aqui nosso estado, que todos os dias são 10 casos novos de mulheres com câncer de mama. De todos os óbitos que acontecem no estado decorrentes da doença, 30% deles são relacionados a câncer de mama também. E o nosso estado está com um nível bem alto de mulheres com câncer mama. Hoje nós somos o quarto estado de maior incidência”, detalha.

Para a enfermeira da quinta Regional de Saúde Tabata Soares, o encontro prepara os futuros profissionais para a atuação junto à comunidade.“Eu acho extremamente importante já preparar os alunos, que vão ser daqui um tempo os profissionais, que vão estar na linha de frente, então para atender essa população”. O estudante do terceiro ano de Enfermagem Luis Gustavo de Camargo aprovou a palestra de abertura do evento e os conhecimentos adquiridos para o futuro. “Eu acho de grande importância, porque vai trazer grandes conhecimentos para nós acadêmicos para a gente atuar quando a gente for formado”.

Avatar

Deixe uma resposta