Jornada de Informática reune estudantes e egressos de Ciência da Computação

Jornada de Informática reune estudantes e egressos de Ciência da Computação

Despertar nos estudantes o espírito da inovação e o olhar para as possibilidades de atuação no mercado. Esse foi o objetivo da oitava edição da Jornada de Informática, a JAI, promovida pelo Departamento de Ciências da Computação da Unicentro. O evento contou com palestras e minicursos, além da apresentação de trabalhos selecionados por uma comissão científica. Segundo o chefe do Departamento, professor Mauro Miazaki, a Jornada procurou focar nas demandas trazidas pelos próprios discentes e proporcionar uma troca de experiências entre alunos e os palestrantes. “Trazer experiências novas mesmo, coisas que eles não têm na sala de aula, conhecer pessoas diferentes, empresários da região para falar como é que foi a trajetória deles, como é que está o mercado de trabalho. Esse contato, essa troca de ideias, a confraternização entre os vários anos, vários alunos, pessoas de fora, isso é bastante importante”.

Uma das palestras teve como tema “Empreendedorismo e Inovação” e foi ministrada pela egressa da Unicentro Renata Nizer. Ela compartilhou com os participantes sua história como empresária e entusiasta da inovação. “Eu penso que quanto mais cedo eles tiverem, dentro da faculdade, acesso ao que acontece no mercado e poder dentro da Universidade já, de repente, direcionar seja suas pesquisas, seus interesses tendo um contato com o mundo real, digamos assim, de fora, há chances de surgirem coisas desde já, porque é aqui dentro que as pesquisas estão acontecendo, ele estão amparados pelos professores né, que estão estudando. Então, eu acho sempre saudável tanto para a gente do mercado poder estar aqui dentro também se inspirar, quanto poder trazer essa inspiração desde já”, defende Renata.

Uma das palestras foi com a egressa do curso Renata Nizer (Foto: Coorc)

Para a aluna do quarto ano de Ciência da Computação Julia Rodrigues Nascimento a possibilidade de encontrar novas oportunidades para a carreira foi o destaque do evento. “É muito bom para isso, para gente ter contato com coisas diferentes e também porque a nossa profissão é uma profissão que você não pode ficar parado, você tem sempre que estar se atualizando, sempre aprendendo coisas novas”, diz Julia. E para quem está começando, como é o caso da aluna do primeiro ano Rafaela Aparecida de Lima, além de conhecer melhor o curso e os colegas, há possibilidade de pensar melhor para qual área seguir. “É minha primeira JAI. Então, eu vejo a importância disso para conhecer outras pessoas, para conhecer o curso também porque a gente não se vê praticamente. As palestras são muito importantes para o nosso futuro, para pensar o que a gente quer, porque tem conversa com esse pessoal que já foi da faculdade, pessoal que é de empresas aqui de Guarapuava. É uma inspiração. Então, é bom para a gente já no primeiro ano enxergar isso”, avalia Rafaela.

Avatar

Deixe uma resposta