Oficina alerta para os cuidados com a voz no exercício da docência

Oficina alerta para os cuidados com a voz no exercício da docência

Proporcionar o bem-estar da comunidade. Esse é um dos objetivos das ações promovidas, diariamente, pela Unicentro. E no mês em que se comemora o dia mundial da voz não é diferente… Por isso, a Diretoria de Cultura está promovendo uma série de atividades para chamar a atenção da população sobre os cuidados que devemos ter com os órgãos responsáveis pelas nossas vozes. “Esse ano nós resolvemos vir até o Colégio Estadual Visconde de Guarapuava conversar com os futuros professores, que são os alunos do curso de magistério”, conta.

Exercícios vocais, músicas e dicas foram as estratégias usadas pela professora de técnica vocal da Unicentro, Eliana Fialho. Na conversa com os estudantes, o objetivo era mostrar como preservar a voz – um instrumento de trabalho do professor. “Não fumar, não tomar bebida alcóolica. E também hábitos alimentares, muita água, muita fruta e, perto do horário de usar a voz profissionalmente, como professor, cantor e outras profissões, não comer alimentos que aderem as pregas vocais, porque isso provoca um atrito, uma irritação”, afirma Eliana.

Informações passadas, aprendizado adquirido. Uma pequena ação que pode mudar a perspectiva do aluno, e consequentemente, formar ótimos profissionais do futuro. “Eu aprendi que a gente não pode exagerar, que temos que estar sempre em cuidados com a nossa voz, que é o que vai fazer com que a gente transmita os nossos conhecimentos para as crianças”, diz Thallynny Fernandes, estudante do magistério.

Para quem já está na profissão, em sala de aula todos os dias, como a diretora auxiliar do Colégio Estadual Visconde Guarapuava, Adriana Fátima de Campos, uma excelente complementação na formação desses futuros professores. “Aprender a lidar com a própria voz, porque é o instrumento de trabalho delas. Então, durante a formação, reconhecer esse instrumento, tendo isso de profissionais que já atuam há tanto tempo, como a professora Eliana Fialho, é para eles e para nós, como instituição, um grande presente”.

Avatar

Deixe uma resposta