Calouros 2019 são recepcionados no Campus Santa Cruz

Calouros 2019 são recepcionados no Campus Santa Cruz

No Auditório Francisco Contini, alunos e professores dividiam o mesmo espaço. E toda essa integração tinha um motivo. A recepção aos calouros promovida pela reitoria, nos três turnos. Um momento, segundo o vice-reitor da universidade, professor Osmar Ambrósio de Souza, de apresentar aos novos estudantes como funcionam as estruturas que compõem a Unicentro para que eles possam aproveitar os anos que passarão na universidade. “Isso é tradição da universidade, essa recepção dos calouros. Nós até comparamos, por analogia, com quando uma pessoa visita um amigo e o amigo deseja as boas-vindas, recepciona com carinho, com dedicação, faz toda a diferença na relação”, afirma.

Estudantes foram saudados curso a curso (Foto: Coorc)

Acolhida que, de acordo com o representante do Diretório Central dos Estudantes, Enrique Ernesto Ráez Martinez, pode ser decisiva para a permanência do estudante. “As pessoas que estão envolvidas dentro da universidade – nas áreas administrativas, na área estudantil, como um todo – acabam abraçando esses calouros e dizendo para eles ‘sejam bem-vindos a essa grande família’, a grande família Unicentro”.

Cada informação é importante para que o aluno, pouco a pouco, aprenda a gerenciar sua vida acadêmica. E o estudante do primeiro ano do curso de Secretariado Executivo, Victor da Silva Nascimento, entendeu o recado. “A gente chega sem saber nada aqui e, então, essa recepção é importante para a gente saber como lidar aqui dentro da faculdade”.

Apesar de já estarem inseridos no ambiente acadêmico, é na recepção que os novos alunos ficam sabendo dos caminhos que a universidade tem a oferecer, como a pesquisa e a extensão. Oportunidades que, para a caloura do curso de Pedagogia, Cândida Mirela Aires Oliveira, é fundamental para a formação fora da sala de aula. “Acho que isso é muito importante, tanto para a formação acadêmica quanto para a formação profissional do aluno aqui na Unicentro”.
É na recepção também que calouros conhecem um pouco mais sobre os três pilares da universidade, que são o ensino, a pesquisa e a extensão. Tripé que, para a chefe do Departamento de Ciências Econômicas, professora Sandra Mara Matuisk Mattos, possibilita uma formação cidadã. “Estamos aí novamente integrando o aluno. Quanto mais ele participa dos projetos, mais ele está inserido, mais benéfico vai ser para sua formação, porque não é só de formação profissional que é feita a universidade, é a mente crítica que vai sendo formada, é a forma que ele vê o mundo diferente e, também, é uma formação cidadã. Então, isso é extremamente importante”.

Avatar

Deixe uma resposta