Danças embalaram a última noite da Mostra de Oficinas Culturais 2018

Danças embalaram a última noite da Mostra de Oficinas Culturais 2018

Foi com muito ritmo que a MOC, a Mostra de Oficinas Culturais da Unicentro, fechou a programação 2018. As coreografias desenvolvidas nas aulas de dança embalaram a última noite de apresentações. Para a agente universitária Elizabete Lustoza, da Diretoria de Cultura, mais uma evidência do esforço e dedicação de professores e alunos em favor da cultura de Guarapuava. “Eles estão mostrando isso para seus amigos, para seus familiares e isso é de suma importância, você vê que eles têm a maior satisfação, vir até esse palco e mostrar os seus talentos”.

E o que se vê no palco, como conta um dos professores das oficinas de dança, Rodrigo Tereza, é resultado de vários meses de ensaio, esforço e dedicação. “Trabalhar com eles é um orgulho muito grande porque você vai vendo gradativamente a evolução de cada um, e o quanto eles se esforçam, se expressam”.

O K-pop é um estilo que se popularizou no mundo a partir da Coreia e inspirou também os alunos da professora Caroline Santos. “A gente faz um trabalho de um ano inteiro, então a gente se prepara para apresentar, é muito gratificante, eles são os meus anjos”. Ensinando através de um método próprio, a professora Caroline contribuiu na desenvoltura da Dudiz, como chamam nas oficinas a Maria Eduarda Mamcasz. “Eu não dançava nada, eu tinha até vergonha de dançar, aí agora eu percebo que com o passar das aulas, eu fui me soltando mais, fui evoluindo nos passos”.

K-pop foi um dos ritmos que embalou a noite da dança da MOC 2018 (Foto: Márcio Nei dos Santos)

As danças urbanas e o forró também ocuparam o palco do auditório Francisco Contini. Em cada dançarino, como a Julia Luiz e Oliveira, a mesma expectativa: agradar ao público. “A gente se esforça muito para dar tudo certo, e a gente espera que o público tenha uma boa reciprocidade com a nossa apresentação”.

E a plateia foi contagiada pela alegria que emanou do palco. A Katia Souza é fã de carteirinha dos eventos culturais da Unicentro e, dessa vez, trouxe as filhas para prestigiar a diversidade das oficinas culturais. “Gostamos muito, é muito enriquecedor para as nossas vidas, principalmente para elas que estão crescendo, é muito bom mesmo”.

Avatar

Deixe uma resposta