Departamento de Matemática promove três eventos paralelos no Campus Cedeteg

Departamento de Matemática promove três eventos paralelos no Campus Cedeteg

Oportunizar uma formação complementar para os acadêmicos dos cursos de Matemática e de Matemática Aplicada e Computacional. Para isso, o Departamento de Matemática da Unicentro realizou, ao longo da última semana, três eventos paralelos: a 21. Semana de Matemática, a 1. Jornada de Matemática Aplicada e Computacional e o 12. Fórum Estadual das Licenciaturas em Matemática.

O professor Angelo Miguel Malaquias, um dos coordenadores das atividades, explica porque o Departamento optou por realizar os três eventos ao mesmo tempo. “A Semana da Matemática é um evento que vem sendo realizado todos os anos, mas há pouco tempo nós criamos o curso de bacharelado em Matemática Aplicada e Computacional. Então, para inserir algumas atividades mais específicas a este curso, nós incluímos a 1. Jornada da Matemática Aplicada e Computacional. E o Fórum das Licenciaturas trata de questões relacionadas à docência, à licenciatura. Como são todos complementares, nós decidimos por realizar simultaneamente”.

Eventos são oportunidade para estudantes complementarem a formação acadêmica (Foto: Coorc)

De acordo com o professor Angelo, neste ano, são 200 inscritos e a programação contempla palestras, minicursos e oficinas. Uma oportunidade para os acadêmicos discutirem temas que, muitas vezes, não são abordados em sala de aula e que têm grande importância na formação profissional. “É um momento em que eles têm a oportunidade de conhecer as novas tendências em matemática, além de atividades relacionadas ao ensino. Nós vemos também outras áreas em que a matemática é aplicada, os trabalhos que estão sendo realizado, temos minicursos e oficinas. Então, em todas essas atividades, ele pode estar abordando esses temas”, conta.

O Fórum Estadual das Licenciaturas em Matemática, coordenado pelo professor Carlos Roberto Ferreira, visa sempre a formação do professor. “É um evento promovido pela Sociedade Brasileira de Educação Matemática. O objetivo é discutir todas as questões relacionadas à formação inicial do professor de matemática. A importância é sair um pouco da sala de aula e, juntamente com pesquisadores do Paraná todo, discutir não só as questões ligadas à licenciatura, mas também à matemática aplicada”, explica.

Um dos participantes das atividades, o acadêmico Lucas Vieira, do terceiro ano do curso de Matemática Aplicada e Computacional, está participando para trocar experiências com professores e pesquisadores de outras universidades. “Eu gosto de participar porque sempre abre caminhos, tem gente de outras áreas, falando sobre outras coisas e têm as palestras também que trazem coisas sobre o meu curso, o que eu posso fazer. A gente pode conhecer profissionais, fazer contatos, saber onde tem mais coisas para a gente estudar”.

Já a acadêmica Bruna Rodrigues está participando do evento pela terceira vez. Para ela, as atividades são uma oportunidade para agregar ainda mais conhecimento à formação universitária. “Eu acho bem importante para o enriquecimento curricular dos alunos que participam fazendo as oficinas e de quem participa dos minicursos. Dá uma base para quem ainda não tem uma noção, dá uma base bem boa tanto na área da educação, que é bem variada, tanto na área da inovação, como da tecnologia e essas coisas. Então, é bem importante”, defende.

Um dos palestrantes foi o professor Haroldo Valentin Ribeiro, Ele abordou o tema “Entendendo a dinâmica de sistemas complexos pela Análise de Dados”. “Eu acho que é uma chance boa de ver uma coisa além do que está no currículo básico, tentar se informar sobre a possibilidade de seguir depois os estudos em nível de pós-graduação. Então, nesse sentido, eu acho que pode ser muito informativo”.

Avatar

Deixe uma resposta