Unicentro, Iapar e IPFP firmam parceria para ações conjuntas em Irati e região

Unicentro, Iapar e IPFP firmam parceria para ações conjuntas em Irati e região

Autoridades do Instituto Agronômico do Paraná, o Iapar, da Unicentro e do Campus de Irati do Instituto Federal do Paraná se reuniram para discutir a agroinovação na Região de Irati. O workshop foi realizado na sede do Iapar. Na ocasião, as três instituições assinaram um protocolo de intenções. A proposta sintetizada no documento e que os envolvidos construam uma agenda conjunta de projetos de cooperação em pesquisa, ensino e inovação.

O foco desses trabalhos é o desenvolvimento do setor agro da região de Irati. Aldo Bona, reitor da Unicentro, explica que a instituição entra nessa parceria com o papel de auxiliar no desenvolvimento das ações propostas. “Nós buscamos uma articulação com o Iapar para que pudéssemos ampliar os nossos espaços dos campos experimentais dos cursos da nossa Universidade, aqui em Irati. São instituições estaduais, que se somam a instituição federal, o IFPR, na perspectiva de constituir uma parceria para que possamos trabalhar em conjunto, utilizando esse espaço e cooperando no desenvolvimento de pesquisa, de atividades de ensino e de ações que sejam do interesse da comunidade”.

Representantes dos cursos de História, Turismo e Engenharia Florestal da Unicentro participaram do evento, apresentando os projetos que pretendem desenvolver na área do Iapar, em Irati. Segundo o professor Diogo Fernandes, chefe do Departamento de Turismo, o curso busca ampliar suas áreas de pesquisa, a partir da do acordo com o Iapar. “A gente vê uma oportunidade para uma área de pesquisa para os nossos alunos, uma vez que a região tem um potencial turístico focado nas áreas naturais e na cultura. Nessa parceria com o Iapar, estamos na tentativa de trabalhar nessa propriedade que estamos aqui hoje, e possibilitar um novo atrativo para a região”, explica.

Motivo semelhante ao do curso de Engenharia Florestal. A chefe do Departamento, professora Andrea Nogueira Dias, ressalta que há um interesse significativo por parte do curso em desenvolver pesquisas nas terras do Iapar. “Nós temos muito interesse na área como um todo, para desenvolver pesquisas em várias áreas, pois temos muitos pesquisadores que pretendem atuar aqui. Além disso, nós pretendemos utilizar o espaço para o ensino, aulas práticas, uma vivência dos alunos no campo”.

Convênio foi firmado entre Iapar e universidades (Foto: Coorc)

Já o curso de História busca, através da parceria com o Instituto Agronômico do Paraná, contar a história de uma população que, anos atrás, viveu às margens da casa do Pinho. “O interesse da História é ver quais parcerias podemos estabelecer e no que podemos contribuir na possibilidade de resgatar essa memória dessa população. Ver a possibilidade de tornar isso vivo e apresentar isso para a comunidade, talvez através de um pequeno museu, com apresentação de fotos, relatos, textos que mostrem isso que foi vivenciado aqui: tanto da Casa do Pinho, quanto dessa população que residia aqui”, explica Alexandra Lourenço, professora do Departamento.

Para o Campus de Irati, a parceria é importante, já que possibilita que os cursos envolvidos tenham um espaço maior para o desenvolvimento de pesquisas e, também, para o ensino através de aulas práticas. Erivelton Fontana de Laat, vice-chefe do Campus de Irati, ressalta que outro fator fundamental ligado à parceria é o papel da universidade junto a região de Irati. “Para a Unicentro, o papel é muito ligado a questão de pesquisa, ensino e extensão junto a região de Fernandes Pinheiro e Irati. O Iapar tem suas questões de pesquisa, e nós vamos colaborar nas mais diversas áreas com o que for possível da Universidade em termos técnicos, como um aspecto de ajuda mútua, que as duas universidades envolvidas mais o Iapar têm para o presente ano”, detalha.

Parceria vai beneficiar a realização de pesquisas em agroinovação (Foto: Coorc)

Como órgão estadual de pesquisa voltado para a agriculta do estado, o Iapar desenvolve tecnologias que dão suporte aos agricultores, através de estudos de solos, zoneamento ecológico e combate à pragas e doenças. De acordo com Florindo Dalberto, diretor-presidente do Iapar, com o protocolo de intenções firmado durante o Workshop, o órgão pretende buscar nas universidades parcerias para pesquisas focadas na região de Irati. “Nada melhor do que fazer sinergia. Ou seja, juntar os ativos e somar que 1+1+1 dá mais que três. É buscar essa parceria para ativar, para implementar programas conjuntos, projetos voltados para as demandas da região e, com isso, criar um movimento em torno da chamada agroinovação, que é a agricultura se fazendo com conhecimento”.

O workshop também contou com a presença do secretário de Estado de Agricultura e Abastecimento do Paraná, George Hiraiwa. “Esse projeto já nasce com um sucesso absoluto. Primeiro porque tem toda uma movimentação da sociedade local – do órgão público, das empresas e das academias. O modelo que nós queremos implementar na agricultura do estado é esse, o da inovação. Incentivaremos a criação de ecossistemas como esse, que trazem jovens não só do agro, mas de outros setores, como a tecnologia”, avalia.

Deixe uma resposta