Na última década, as ações internacionais na Unicentro acompanharam o elevado ritmo da expansão institucional: aumento de 418% no número de professores; aumento de 326% no número de projetos de pesquisa desenvolvidos; aumento de 466% de projetos de pesquisa financiados (apenas nos últimos 5 anos); aumento de 108% nos projetos de extensão, aumento de 212% de investimentos de órgãos de fomento na extensão universitária; e criação de 21 programas de pós-graduação, sendo 16 mestrados e 5 doutorados.

À medida que estes números cresciam a instituição foi ampliando seu “know-how”, possibilitando a aprovação de inúmeras propostas em chamadas públicas de órgãos governamentais, a exemplo da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Ministério da Educação (MEC), do Ministério de Ciência e Tecnologia (MCTIC), a nível federal, e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), da Secretaria Especial de Assuntos Estratégicos (Seae) e da Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná (FA), a nível estadual.

Por meio destas chamadas, a Unicentro vem participando em diferentes Programas de Cooperação Internacional.