Unicentro acompanhará transmissão da Covid-19 entre a comunidade universitária por aplicativo

Unicentro acompanhará transmissão da Covid-19 entre a comunidade universitária por aplicativo

A Unicentro aderiu ao aplicativo Saúde Online PR, lançado pela Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Seti. A ferramenta, como explica o professor Emerson Carraro, representante da Unicentro na Comissão de Especialistas da Seti para a Covid-19, foi desenvolvida para prestar um serviço de telemedicina para toda a população do Paraná. “Direcionado para o enfrentamento da pandemia, ele pode funcionar como um serviço de informações oficiais quanto a prevenção da infecção pelo Sars-CoV-2, como também servir de atendimento inicial para casos suspeitos, ou que venham a ter contato, ou que iniciem com sintomas suspeitos de Covid. Ele pode prestar esse atendimento, inclusive auxílio psicológico, e também o encaminhamento dos casos conforme for a situação”.

O professor Emerson destaca que, com a adesão da Unicentro ao aplicativo, é importante que alunos, professores e servidores realizem o cadastro. “A gente solicita que a comunidade universitária da Unicentro realize o cadastro e utilize o aplicativo, porque durante o cadastro você faz uma opção ‘tem um vínculo’ em que você declara que está vinculado à Unicentro e, assim, a gente pode monitorar a situação da transmissão da Covid dentro da nossa instituição”. 

A partir do cadastro, será possível informar qualquer situação relacionada à Covid-19 – como contato com pessoas contaminadas e sintomas, além de teracesso ao suporte do sistema de saúde. O professor lembra, ainda, que o aplicativo possibilita um atendimento personalizado a cada usuário. “Você pode fazer um atendimento inicial e, aí, de acordo com a situação, você vai obter as respostas para cada caso. É personalizado esse atendimento e, havendo necessidade, vai ser marcada uma consulta, vão ser agendados exames. Esse aplicativo trabalha vinculado ao call center que já existe e você, necessitando de atendimento, vai ser contatado por telefone e entrar na rede de atendimento”, detalha Emerson. 

Com a comunidade acadêmica conectada ao aplicativo, a universidade passa a receber um relatório do Governo do Paraná com informações que vão permitir o acompanhamento da saúde de servidores e estudantes. Isso deve contribuir também para o planejamento e futuras decisões da instituição. “Isso é fundamental para os próximos passos que nós estamos vivenciando de retorno gradativo das atividades presenciais e, assim, a gente monitorando a situação, a gente tem uma segurança melhor do que vem acontecendo quanto à transmissão da comunidade universitária, explica o docente.

Avatar

Deixe uma resposta