Projeto de doutoranda da Unicentro é finalista da Sinapse de Inovação

Projeto de doutoranda da Unicentro é finalista da Sinapse de Inovação

A Unicentro é a 18° universidade mais inovadora do Brasil, segundo o Ranking da Folha de São Paulo. E mais um resultado demonstra que sobram motivos para essa avaliação. Nove projetos da universidade ficaram entre os finalistas da Sinapse de Inovação. Um deles é o projeto Arcanum Alquimias, que é uma proposta da doutoranda em Nanociências e Biociências Camila Nascimento Giongo. Ela desenvolveu métodos para a produção de sabonetes a partir da utilização de nanopartículas.

O processo de saponificação, durante o desenvolvimento do sabonete, tem a utilização de condições um pouco extremas de temperatura de PH, então não ocorre a preservação desses ativos. Os óleos essenciais são matérias naturais, matérias caras, matérias que demandam uma quantidade de plantas muito grande para obtenção desses olhos, então era uma dificuldade muito grande que o óleo não fosse preservado por essa condição. Paralelo a isso, eu estudava desenvolvimento de nanopartículas no laboratório no meu doutorado e surgiu a ideia de que talvez utilizar da elaboração tirando partícula para preservar esses ativos na utilização de sabonetes naturais”, conta Camila.

Sabonetes desenvolvidos pela Arcanum Alquimias

Além de Camila, também fazem parte da equipe Rosana Giongo e Renan Guex Haiduck. A Arcanum contou também com o apoio do professor Najeh Maissar Khalil, orientador da Camila em sua tese de doutorado.  “Todo o projeto aprovado é muito importante, mostra a capacidade do recurso humano de redigir e vislumbrar algo que possa ser útil para a sociedade. Então, em especial neste caso, a Camila é uma doutoranda. Estamos falando de uma aluna em um processo de finalização da sua pós-graduação e, assim mesmo, ela conseguiu fazer esse projeto, colocar sua ideia, toda sua competência e no fim conseguiu aprovar”, diz Najeh.

Camila não esconde a animação com a aprovação e com futuro do projeto. “É muito legal. Foram três fases no total. Então, cada nova aprovação era um misto de vitória com o desafio para uma nova fase e eu me senti como se eu tivesse passado no vestibular de novo. Um processo seletivo que envolveu tantas pessoas, foram 1.850 empresas que se inscreveram para 100 finalistas”.

Avatar

Deixe uma resposta