Projeto da Unicentro é premiado em Congresso Internacional de Fonoaudiologia

Projeto da Unicentro é premiado em Congresso Internacional de Fonoaudiologia

Além de ser uma instituição de ensino renomada, a Unicentro frequentemente é reconhecida pelas ações de extensão e pelos projetos de pesquisa desenvolvidos por professores e alunos da universidade. O curso de Fonoaudiologia, que funciona no campus de Irati, por exemplo, foi destaque no 10. Congresso Internacional de Fonoaudiologia, realizado em Belo Horizonte, Minas Gerais, com organização da Sociedade Brasileira da área. No evento, são premiados os melhores artigos apresentados na área e a Unicentro recebeu o primeiro lugar em Saúde Coletiva. O reconhecimento veio pelos resultados das ações de estágio supervisionado, que envolvem rodas de conversa com gestantes.

De acordo com a supervisora do estágio de Fonoaudiologia, professora Amanda Brait Zerbeto, o objetivo da proposta é promover a troca de experiências entre gestantes que aguardam atendimento no serviço de pré-natal da cidade de Irati. “É um momento que elas estão esperando, elas esperam cerca de duas, três horas, para o atendimento tanto do enfermeiro, quanto do médico. Então, nesse espaço a gente faz uma roda de conversa. A gente conversa sobre diversos temas, que são específicos da Fonoaudiologia e outros que são da saúde ampliada. Então, a gente fala de leis e direitos das gestantes, falamos sobre alimentação”.

Segundo a coordenadora da proposta, em seis meses foram realizadas 31 rodas de conversa, contemplando 619 pessoas, entre gestantes e acompanhantes. O atendimento é realizado nas manhãs de segunda-feira, na Unidade de Pré-Natal de Irati. A professora Amanda contextualiza que, para a definição de temas das conversas, além da demanda repassada pela Secretaria de Saúde de Irati e pelo Consórcio Intermunicipal de Saúde, a equipe executora também busca incluir o conhecimento das mães.

Congresso também teve lançamento de livros com participação de docente da Unicentro (Foto: arquivo pessoal)

O serviço também vai trazendo demandas para a gente conversar neste espaço. E não é palestra. A gente fala que é roda de conversa porque a gente considera o conhecimento que elas têm sobre o assunto. Então, não é nós irmos lá dar uma palestra e falar o que é certo e o que é errado, mas é uma troca entre todo mundo que está ali. A gente também vai conversando sobre o que tem a base científica disso, mas sem desconsiderar o conhecimento popular que tá enraizado já na cultura deles”, explica Amanda.

A egressa do curso de Fonoaudiologia da Unicentro Elaine Brek cumpriu o estágio do curso na Unidade de Pré-Natal. “Em todo encontro que a gente realizava, eram abordados diferentes temas que foram aleitamento materno, atividades físicas para gestantes, leis trabalhistas tanto para as mães quanto os pais nessa situação, como dar banho no bebê, dentre outros temas que foram abordados. Com certeza, a demanda delas foi bem atendida, pois ao final dos encontros a gente procurava abordar elas para avaliarem como foi o grupo do dia, se o tema abordou tudo aquilo que elas gostariam que abordasse, e também se havia sanado as dúvidas que elas tinham. Elas sempre correspondiam afirmativamente e também davam sugestões para os próximos grupos”, conta sobre a experiência.

Elaine acrescenta que a vivência durante o estágio da Unicentro foi essencial para que sua formação como fonoaudióloga fosse a mais completa possível. “O espaço do pré-natal foi um espaço muito aderente para o nosso estágio, para a nossa aprendizagem, para aliar todo o conhecimento teórico junto da prática, a partir de vivências e de trocas de experiências entre profissionais de saúde, estagiários da universidade e também o nosso principal foco e principal demanda que eram as mães, as gestantes daquele espaço”.

Também foi destaque no Congresso Internacional de Fonoaudiologia a professora Eliane Pereira. Ela lançou o livro “Fundamentos e atualidades em Voz Clínica”, organizado em conjunto com outros três pesquisadores da área, que fazem parte do Comitê de Voz Clínica e do Departamento de Voz da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia. Segundo a docente, a obra contém artigos de pessoas do Brasil todo, sendo que alguns versaram sobre temas mais consolidados da Fonoaudiologia, enquanto outros trouxeram temáticas ainda pouco estudadas neste campo. “Por exemplo, análise acústica na clínica vocal é um assunto que sempre tem coisas novas, mas que já tem bastante tempo de estudo a respeito. Agora, tem outros capítulos que têm coisas muito novas e que a gente ainda tem pouca literatura, pouca evidência científica a respeito, por exemplo estimulação elétrica na clínica vocal: tendências atuais”.

Fundamentos e atualidades em Voz Clínica” já está sendo vendido em várias livrarias de todo o país. A professora Eliane acredita que o livro é uma ferramenta bastante útil para a prática clínica, o que já tem sido comprovado nos estágios do curso da Unicentro. “Vários capítulos desse livro a gente já utilizou com os alunos que estão fazendo atendimento na Clínica Escola, aqui na Cefono. Então, a gente tem vários pacientes sendo atendidos e esse livro ajuda muito porque ele tem tanto coisas importantes da avaliação, quanto coisas importantes da terapia”, finaliza.

Avatar

Deixe uma resposta