MOC 2019 tem quatro noites de apresentações

MOC 2019 tem quatro noites de apresentações

A Mostra Cultural da Unicentro, realizada anualmente pela Diretoria de Cultura, possibilita o contato da comunidade acadêmica com a produção cultural da universidade. Nesse ano, são quatro noites de apresentações. O primeiro dia da MOC foi voltada para a dança e cinco grupos subiram ao palco do Auditório Francisco Contini. A diversidade estava nos ritmos, gêneros e nas idades dos participantes.

O grupo de dança do ventre Zafirah Gold, formado por unatianas, isto é, por integrantes da Universidade Aberta à Terceira Idade da Unicentro foi o primeiro a ser apresentar. Para a comerciante Carla Penteado ver a performance foi uma emoção só possibilitada pela dança. “Muito bom! A dança é tudo. A dança é vida. Que estes que estão dançando agora que não parem de dançar”, deseja.

Já um dos estilos musicais de maior sucesso na atualidade, o k-pop, foi apresentado pelos jovens do grupo K-du, que são fãs da música coreana. A Nathalia Santos, que é uma das integrantes do grupo, conta que essa é sua terceira apresentação. “Dá um nervosismo na hora, mas depois que a gente termina de dançar, dá uma emoção muito boa! A gente fica muito feliz e eu gosto muito de dançar com as meninas”. 

Quem também marcou presença na MOC desse ano foi o grupo de danças de salão da Usina do Conhecimento de Guarapuava. Para a composição das coreografias, trouxeram musicas de diferentes países e interpretadas em distintas línguas, como o espanhol, o francês, o inglês e o italiano. A professora de dança Simony Souza e o comerciante Mario Leite contam a satisfação de poderem se apresentar na universidade. “Nós brincamos até que é da Usina para o mundo. Nós estamos recebendo vários convites, a Unicentro super legal convidar”, diz Simony. Maria afirma que é“realmente prazeroso, a gente que gosta da dançar, é muito prazeroso estar apresentando para mais pessoas, para conhecer também o trabalho da Usina”.

Quem veio prestigiar, não se arrependeu. A Marlene Ribeiro veio atendendo a um convite de uma vizinha – “É um privilégio porque estão bem preparadas e são umas queridas, que bom tem essas atividades”. Já o Dirlei Manfio adorou ver a filha no palco – “na verdade, todas as apresentações foram agradáveis e satisfatórias, mas como eu tive a minha filha apresentando a tendência é eu optar por aquela escolha, mas na verdade todas foram boas, sem discriminar nenhuma apresentação”.

Nessa quarta, 27, tem recital “Disney Mix” e amanhã, 28, a “Noite do Oscar”, com apresentações de piano e voz. Nos dois dias, as performances tem início as 19h30, no Auditório Francisco Contini, que fica no campus Santa Cruz da Unicentro. A entrada é gratuita e toda a comunidade está convidada a participar.

Avatar

Deixe uma resposta