Deputado Aliel Machado destina recursos para Unicentro via Emenda Parlamentar Individual

Deputado Aliel Machado destina recursos para Unicentro via Emenda Parlamentar Individual

Os campi universitários de Guarapuava da Unicentro – o Cedeteg e o Santa Cruz – poderão oferecer mais segurança à comunidade universitária. A medida é atendimento a uma reivindicação dos próprios estudantes e está sendo possibilitada graças ao repasse de recursos pelo deputado federal Aliel Machado, através de uma Emenda Parlamentar Individual. Os recursos, da ordem de 150 mil reais, serão utilizados, por exemplo, na instalação de câmaras de segurança e de cancelas nas entradas para os estacionamentos.

Além da entrega dos documentos referentes ao repasse, Aliel aproveitou a vinda à Guarapuava para a realização de uma audiência pública sobre a reforma da previdência, pauta que vem sendo discutida no cenário político nacional. Segundo o vice-reitor da universidade, professor Osmar Ambrósio de Souza, uma oportunidade, já que a promoção do debate e o estímulo à democracia são princípios pelos quais a Unicentro procura pautar suas ações. “É importante a presença dele aqui na universidade, para tornar conhecido o projeto e coletar ideias, opiniões e informações, que possam até subsidiar o seu voto”. 

Recursos da emenda são destinados a investimentos em segurança (Foto: Coorc)

O deputado federal Aliel Machado é membro Comissão de Constituição e Justiça, a CCJ, que irá analisar a proposta de reforma. Além de uma exposição oral sobre o projeto, ele também respondeu à perguntas feitas pela plateia. “É uma obrigação nossa fazer o debate e que a informação chegue para que a pessoa possa tomar uma decisão correta. Porque hoje há muita fake news, mentiras espalhadas, interesses econômicos, que fazem a sociedade ter um pensamento equivocado de alguns temas e defender algo que pode ser ruim para ela mesmo. A nossa função, como membro do Congresso Nacional, representante aqui da região, é fazer esse debate”, afirma Aliel.

Crítico do modelo em trâmite, o deputado defende que ,se aprovada da maneira como está, a reforma vai acabar afetando de maneira negativa a parcela mais pobre da população. “Nós defendemos que correções dentro do sistema precisam ser feitas. Agora, de novo a cobrança é em cima daqueles que mais precisam de atenção do estado”.

A estudante de Serviço Social, Bruna Carvalho, foi uma das pessoas que acompanhou a audiência pública. Ela acredita que momentos como esse ajudam a população a formar uma opinião acerca da reforma na previdência. “É um assunto que vai atingir a todos. Então, é importante que as pessoas saibam dos direitos que estão perdendo e de como vai ficar. Porque na propaganda é tudo muito bonitinho, mas você saber quais são as reais propostas e no que vai atingir a vida do trabalhador é essencial”, afirma.

Avatar

Deixe uma resposta