Curso de Pedagogia de Pitanga assume gestão de brinquedoteca hospitalar do município

Curso de Pedagogia de Pitanga assume gestão de brinquedoteca hospitalar do município

Toda criança tem o direito de brincar. Por isso, pensando em garantir o cumprimento desse direito para mais crianças, a professora Solange Collares, do Departamento de Pedagogia da Unicentro, trabalhou para colocar em funcionamento a brinquedoteca do Hospital São Vicente de Paulo, de Pitanga. “A brinquedoteca hospitalar tem como finalidade criar um espaço lúdico-pedagógico onde, por meio de jogos e brincadeiras, você tem como um dos intuitos ensinar. Haverá momentos em que a criança terá o jogo como uma atividade espontânea, que também tem o seu objetivo que é estreitar laços familiares entre elas e os pais”, detalha.

A brinquedoteca hospitalar é resultado de uma parceria entre o Hospital São Vicente de Paulo de Pitanga, o projeto Trem do Bem, da Rumo Logística, e a nossa universidade com o objetivo de expandir as experiências lúdicas das crianças que vão usar este espaço. “A brinquedoteca do Hospital tem uma grande importância para os pacientes que estão aqui. Geralmente, são crianças que têm o hospital como momento traumático. Então, o hospital foca em seu cuidado clínico, nas suas medicações, e não tem capacidade de cuidar também do seu desenvolvimento, das suas capacidades. A brinquedoteca vem para quebrar esse trauma de hospital”, afirma o diretor adminsitrativo da unidade hospital, Tiago Porfório.

Brinquedoteca vai atender crianças hospitalizadas (Foto: Acioli Caldas)

As paredes da brinquedoteca foram decoradas com ilustrações do livro “Um dos mundos de Aisha”, doadas pelo autor, o professor Luciano Ortiz. Já os materiais e jogos são doações do projeto Trem do Bem. “Nós, como funcionários, corremos atrás, compramos os brinquedos; a empresa também ajudou doando mais coisas para acrescentar, para a gente poder trazer para as crianças e para montar essa brinquedoteca para eles aqui no Hospital São Vicente, conta o Edinelson Tratz, que é mecânico de locomotiva da Rumo.

As atividades na Brinquedoteca do hospital serão desenvolvidas pelos acadêmicos de Pedagogia da unidade avançada da Unicentro em Pitanga, que ficaram entusiasmados com a oportunidade. “Quando surgiu a proposta, a gente foi estudar e viu que, realmente, o hospital é o ambiente que um pedagogo combina, que precisa do pedagogo, esse trabalho de humanização, ele favorece a criança em seu bem estar”, defende o estudante Dênis Fabiano do Nascimento.

A brinquedoteca hospitalar vai permitir que a universidade cumpra, simultaneamente, suas três funções, integrando o ensino, a pesquisa e a extensão. “A criança, ela tem os dois momentos. O momento em que ela vai receber esse auxílio pedagógico, e um outro momento em que ela vai estar brincando – brincando com o seus pais, com os seus familiares, no momento da visita. E quando a criança não pode vir até a brinquedoteca, os brinquedistas vão até o espaço onde a criança está, nos seus quartos, e promovem a contação de histórias, levam o brinquedo, haverá também o atendimento para essas crianças”, finaliza a professora Solange.

Avatar

Deixe uma resposta