Graduação em Gestão Pública promove Seminário Integrador

Graduação em Gestão Pública promove Seminário Integrador

Um dos objetivos do Seminário Integrador promovido pelo curso, ministrado na modalidade de educação a distância (EaD), de Tecnólogo em Gestão Pública foi promover um contato presencial entre alunos e professores, nas dependências da Universidade. Os alunos, que estão no primeiro ano do curso, puderam apresentar trabalhos acadêmicos relacionados à Gestão Pública, ao Direito Administrativo, ao Direito Constitucional e, em especial, à Políticas Públicas, e Ética e Transparência na Gestão Pública.

Segundo a professora do Departamento de Administração e coordenadora pedagógica do curso, Roseli de Oliveira Machado, o Seminário, além de trazer uma nova experiência aos estudantes, foi um momento de muito aprendizado. “Que a gente possa, de fato, fazer uma reflexão sobre o nosso papel de gestores públicos frente a melhoria da gestão pública que a sociedade tanto precisa”.

Estudantes do curso puderam apresentar resultados dos estudos empreendidos nesse ano (Foto: Márcio Nei dos Santos)

O Seminário é resultado de seis meses de aulas, disciplinas e estudos. Além disso, o professor Luciano Ferreira de Lima, do Departamento de Administração, ressalta que o aluno de Gestão precisa estar sempre antenado e engajado com as causas políticas e econômicas da comunidade. “A sociedade brasileira carece muito desse aspecto, em termos de resultados quando se refere à administração pública, visto que os nossos impostos são elevados, os nossos recursos escassos e os resultados para a sociedade são muito poucos. Então, nós precisamos realmente qualificar pessoas que sejam tecnicamente capazes de transformar positivamente a nossa sociedade”.

Os trabalhos dos acadêmicos, espalhados pelo Jardim de Inverno da Unicentro, foram avaliados pelos professores do curso. Um deles foi o do Carlos Alberto Gonçalves, que junto com a também aluna Celina Alves, avaliou os municípios com baixo índice de corrupção. “A gente descobriu, no site do Conselho Federal de Administração, que existe um índice, que é o IGM, Índice de Governança Municipal. Ele mede 3.900 municípios do Brasil. Então, o índice é nacional e a gente acabou descobrindo, pegando o índice, que existe um município no Paraná hoje que está em primeiro lugar a nível de Paraná e segundo lugar a nível de Brasil, que é a Itaipulândia, na região Oeste do Paraná”, comenta o estudante.

Como curso é ofertado a distância, seminário permitiu a aproximação de estudantes e professores (Foto: Márcio Nei dos Santos)

Esse resultado fez Carlos e Celina comemorarem a boa gestão que o município tem, mostrando que ainda há gestores preocupados em trabalhar corretamente. “Eu acho bastante importante tanto para os alunos, tanto para quem está visitando, para mostrar a importância de estudar a gestão pública, principalmente dentro do município e, também, dentro desse contexto da política do Brasil que está em crise, que a gente consegue, que é possível trabalhar de forma ética dentro da gestão pública municipal”, conclui.

Deixe uma resposta