Mestrandas da Unicentro cursam disciplina em doutorado na Universidad Nacional de Jujuy

Mestrandas da Unicentro cursam disciplina em doutorado na Universidad Nacional de Jujuy

Em mais uma ação de reforço da parceria com a Universidad Nacional de Jujuy (UNJu), na Argentina, duas alunas do Mestrado em Letras da Unicentro participaram de atividades no Doutorado de Ciências Sociais. Juliana Pereira e Marcia Volani assistiram as aulas da disciplina “Leitura e Escrita Doutoral”.

“Foi bem interessante porque a gente percebeu as diferenças de como trabalhamos a metodologia aqui. Eles trabalham a fundamentação teórica de uma forma dupla. Então, foi bem interessante ver a maneira como eles percebem essa questão de teorias que contribuem nos trabalhos”, destaca Juliana.

O intercâmbio das mestrandas é resultado do excelente relacionamento que a Unicentro e a Universidad de Jujuy  desenvolveram ao longo dos últimos sete anos. Marcia e Juliana foram apresentadas à possibilidade de fazer o intercâmbio pelo professor Marcio Fernandes, professor do Departamento de Comunicação Social e coordenador institucional da Red Zicosur Universitario, que possibilitou a aproximação entre Unicentro e UNJu.

São exemplos das ações conjuntas realizadas pelas instituições nesse ano a ida de dois professores da Unicentro para Jujuy – Ariane Pereira e Marcio Fernandes, ambos do Departamento de Comunicação Social -, para ministrar aulas no Mestrado em Ciências Sociais; e a vinda das professoras Vanesa Orellana e Patricia Pizarro, que participaram de várias ações de internacional em cursos de graduação e pós-graduação, nos campi de Guarapuava e Irati da Unicentro.

Para Juliana e Marcia a oportunidade foi única. “Eu me formei Português/Espanhol. Então, tive um contato com a língua e a cultura nativa. Foi uma experiência ímpar, não tenho palavras para descrever o quão bom foi ter ido estudar lá”, assegura Juliana. Já Marcia destaca a experiência multicultural. “Nós ficamos hospedadas na residência universitária e lá nós conhecemos outros estudante do Peru, Bolívia, da Hungria e da Colômbia, então foi uma experiência muito rica. Até hoje nós continuamos conversando com eles pelas redes sociais e trocando dicas de estudo”, revela.

E essa parece ter sido a primeira de muitas viagens. Afinal, as acadêmicas já vislumbram novas possibilidades. “A professora que ministrou a disciplina não é de Jujuy, ela é de Tucumã, que é uma cidade próxima, e ela nos ofereceu a oportunidade de estudarmos alguma disciplina lá. Então, foi interessante que a gente ampliou as possibilidades não só com Jujuy, mas também com outras cidades”, detalha Juliana.

Deixe uma resposta