Unicentro recebe alunos de 1ª a 4ª séries de escolas públicas, todas as terças e quintas-feiras

Unicentro recebe alunos de 1ª a 4ª séries de escolas públicas, todas as terças e quintas-feiras

As manhãs e terça e quinta-feira têm movimentos e sons diferentes espalhando-se pelos corredores do Campus Santa Cruz da Unicentro. Isso porque, desde maio, a Universidade está recebendo a visita de alunos do primeiro ao quarto ano de escolas públicas de Guarapuava. Os pequenos saem da rotina da sala de aula para participar das atividades promovidas pelo projeto de extensão “Ler, brincar e contar histórias: crianças e professores ocupando a Universidade”, ligado ao Programa Universidade Sem Fronteiras.

Régis Silva é recém-formado em Pedagogia e é um dos membros do projeto. Ele conta que o objetivo é incentivar nas crianças o hábito da leitura e, ainda, desenvolver nos professores estratégicas de trabalhar a contação de histórias nas escolas. “O nosso objetivo principal é desenvolver com as crianças práticas de leitura e proporcionar à elas o momento do brincar, do interagir com as outras crianças além da formação de professores, de pequenos grupos de professores no âmbito da leitura, escrita e contação de histórias”, explica.

Diversos colégios já participaram nesses meses. Uma delas é a Escola Municipal Irene Guimarães. A professora responsável pelos alunos, Ana Raphaela Machado, conta que diretora entrou em contato com a Universidade e, então, resolveram trazer os alunos. Para ela, a participação das crianças em atividades fora do colégio são de grande valia para a aprendizagem. “Eu acho que o brincar faz parte da infância e faz parte da aprendizagem e ajuda muito no desenvolvimento infantil. Esse tipo de coisa fora do colégio é inesquecível para eles”, ressalta a professora.

Na brinquedoteca, as crianças podem soltar a imaginação. São bonecas, carrinhos, ferramentas, bolas a disposição das crianças. Assim, elas podem se divertir durante esse passeio colorido e cheio de histórias. Essas atividades são de extrema importância para o desenvolvimento intelectual, físico e motor. A visita é dividida em duas partes. Primeiro, na brinquedoteca e, depois, as crianças seguem para a sala de leitura, onde são desenvolvidas atividade de contação de história, e outras relacionadas à leitura. Além disso, com os professores são confeccionados com materiais para serem usados em sala de aula.

Projeto volta-se, também, para a formação do professor como contador de histórias (Foto: Acioli Caldas)

“São desenvolvidos métodos de baixo custo para que os professores consigam ver essas atividades, ver essas estratégias e consigam levar ou adequar à realidade da escola deles. Dessa forma, nós procuramos atender aqui para que elas tenham, mesmo que sejam um básico acesso, a essas atividades que vão estar ajudando no desenvolvimento deles”, explica o professor Régis.

Aleandra Cristina Mesomo Lira é uma das coordenadoras do projeto, e explica como funciona a capacitação dos professores. “A gente tem formações previstas no âmbito da leitura e do brincar. A ideia é que não só quando as crianças venham à Universidade, que elas tenha a oportunidade de ouvir histórias, ler; mas quando o professor estiver lá na sala de aula ele também possa ser um bom contador de histórias, escolha bem as histórias que eles vão contar”.

Durante o passeio, as crianças recebem o apoio de estagiários e voluntários – todos estudantes de Pedagogia da Unicentro. Jéssica Mara é estagiária e conta que as atividades proporcionam uma aprendizagem que vai além da sala de aula. “A gente ganha muita experiência aqui. Em sala a gente aprende a teoria, no caso atuando, tendo a possibilidades de atuar aqui dentro da Universidade, nesse projeto, a gente acaba agregando muita informação e conteúdo ao longo da nossa jornada aqui”, aponta a estudante.

Atividades lúdicas, brincadeiras e histórias se complementam durante passeio (Foto: Acioli Caldas)

As visitas são realizadas nas terças e quintas-feira, na parte da manhã e da tarde. As escolas interessadas em trazer os alunos podem entrar em contato com o Departamento de Pedagogia para fazer o agendamento. O telefone é o 3621-1057.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *