Unicentro é parceria do Grupo Seleme em campanha de arrecadação

Unicentro é parceria do Grupo Seleme em campanha de arrecadação

A pandemia de coronavírus tem acentuado os privilégios e as diferenças sociais e econômicas. É entre as camadas mais pobres que a covid-19 tem se espalhado mais e feito mais vítimas. Além de mais expostos a crise sanitária, também são os integrantes desse grupo social que têm sido mais afetados pela crise econômica decorrente da doença. É em favor desse público que a um conjunto de empresas, entidades e pessoas físicas, lideradas pelo Grupo Seleme, de Guarapuava, realizou, ao longo desse mês de junho, uma campanha de arrecadação de alimentos não-perecíveis, roupas, agasalhos e produtos de higiene e limpeza.

“Eu tomei a iniciativa da gente fazer uma campanha numa proporção assim maior, para a gente poder colaborar com essas pessoas de alguma maneira”, conta Bruno Seleme Rocha Machado, diretor do Grupo Seleme, que reúne três empresas guarapuavanas – Cross Formaturas, Data Fibra Telecom e Guaratel Call Center. A campanha foi organizada em torno de uma gincana, que envolveu os 200 colaboradores das empresas. “A gente dividiu eles em dez grupos, são dez equipes e cada equipe tinha, aproximadamente, 20 colaboradores e eles faziam disputa entre eles. Por exemplo, a equipe que mais trouxesse alimentos ganhava uma premiação, o funcionário individual que mais trouxesse ganhava uma premiação. Isso fez com que eles se instigassem a procurar apoio. Então, eles foram atrás de empresas, atrás de doações de pessoas físicas, e foi conseguido um número muito grande de alimentos, número de agasalhos, roupas, cobertas”, complementa Bruno.

Foi assim que o grupo empresarial chegou até a Unicentro, através de seus colaboradores. Bruno conta que apesar do bom relacionamento com a universidade, foram os posts nas redes sociais da instituição sobre as ações da Unicentro ao longo da pandemia que fizeram com a universidade fosse procurada. “A gente viu os posts da Unicentro ajudando a comunidade, o setor de Química na produção de álcool em gel, e a gente percebeu que essas famílias não têm acesso a isso. Eles não dão prioridade a isso. Uma família que está passando dificuldades em comer, em se agasalhar, jamais vai pensar em investir em álcool-gel. Então, a gente procurou a Unicentro para ver se a Unicentro poderia estar nos ajudando nesse sentido e a Unicentro, de primeira situação ali, já se prontificou”.

O contato foi feito com a reitoria da universidade que, entendendo a dimensão social do que estava sendo proposto, prontamente se juntou a iniciativa. Os encaminhamentos, pela Unicentro, foram dados pela Central de Relacionamentos Institucionais, a Crie, que tem a frente o professor Marcio Fernandes. “Ao longo desse período de pandemia a universidade tem se envolvido em diversas frentes, justamente no combate ao vírus e nos efeitos tanto sociais quanto econômicos, por exemplo. Especificamente nessa ação envolvendo a doação de alimentos, enfim, de cestas básicas, de kits, materiais de higiene, de limpeza, a universidade contribuiu, essencialmente, de duas maneiras: com o repasse de um volume considerável de frascos de álcool-gel, que nós conseguimos por meio da doação de um grupo empresarial, o Grupo Boticário, um parceiro importante nessa jornada todo; e, também, de livros infanto-juvenis, que foram repassados pela Superintendência de Cultura do governo do estado do Paraná”.

No total, a Unicentro entregou para a composição dos kits 500 frascos de álcool-gel e outros 500 livros infanto-juvenis. Materias que foram entregues, segundo Bruno, para famílias de bairros de Guarapuava e também dos distritos da Palmeirinha e do Guará. “No total, a gente arrecadou mais de 20 toneladas de alimentos e 10 mil peças de roupas. Esses alimentos, nós conseguimos montar 700 cestas básicas”. Entre os produtos alimentícios doados estavam arroz, farinha de trigo, açúcar, feijão, bolacha recheada, pipoca doce, sardinha, mortadela, farofa, leite, achocolatado, café e erva-mate. “Ficou uma cesta bem completa para que as pessoas que recebessem, tanto os adultos saciassem sua fome, como as crianças pudessem aproveitar um pouco, bastante doce”, complementa Bruno. Além da cesta alimentícia, cada uma das 500 famílias beneficiadas recebeu um kit de higiene com, como relata Bruno, “um pacote de papel higiênico com quatro rolos, o álcool em gel que a Unicentro nos doou, escova de dentes, pasta de dentes, sabonete, sabão em barra, detergente e, alguns, tinha shampoo também”.

Para a Unicentro, participar da ação é mais uma das formas encontradas pela universidade de estar presente e colaborando com a sociedade paranaense nesse momento de tantos desafios. “A universidade é um ente público que contribui para o desenvolvimento regional do centro-sul do Paraná e não seria diferente num momento de crise, não só regional, estadual como nacional e mesmo global. Então, a universidade sempre que chamada ou sempre que acionada, ela responde a altura. Tem sido assim na pandemia e os resultados, felizmente, muito bons e a sociedade tem reconhecido a ação da universidade em diversas frentes”, finaliza o professor Marcio.

Avatar

Deixe uma resposta