Novas chefias de departamentos e direções de setores são empossadas

Novas chefias de departamentos e direções de setores são empossadas

Oferecer ensino, pesquisa e extensão de qualidade é o objetivo da Unicentro. E é para atingir essa meta que a universidade trabalha todos os dias, e de maneira colegiada. Dando sequência a essa rotina, a reitoria e as direções dos campi universitários agradeceram ao trabalho dos diretores e vice-diretores de setores de conhecimento e dos chefes e vice-chefes de departamentos pedagógicos que encerraram os mandatos nesse mês.

Ao mesmo tempo, a universidade também empossou os professores que vão assumir cargos administrativos. Cerimônias em cada um dos três campi da universidade marcaram a posse dos novos diretores de setor e chefes de departamento. Além de prestigiar os professores que irão ocupar os cargos, a cerimónia serviu também para que eles conheçam os desafios que tem pela frente.

Em sua fala, o vice-reitor da univeridade, professor Osmar Ambrosio de Souza, fez questão de listar os desafios impostos a gestão da instituição nesse ano. Além da falta de verbas, fruto da política de austeridade do governo estadual, evasão de alunos, impossibilidade de contratar novos agentes universitários e a readaptação da estrutura de cargos na universidade. “Eu não vejo como uma fala clarificando os problemas que vão enfrentar possa reverter em prejuízo para a universidade. Eu acho que quando você conhece o problema, você busca por meio do desafio, da criatividade, da expertise, superar e colocar universidade sempre no avante”.

As cerimônias de posse tiveram início pelo campus Santa Cruz. Os professores João Francisco Morozini e Marcio Alexandre Facini foram reconduzidos e permanecem a frente do Setor de Sociais Aplicadas pelos próximos quatro anos. Já no setor de Humanas, Letras e Artes tomaram posse os professores Ademir Nunes e Níncia Cecília Borges Teixeira. Para o docente que assume o Sehla Guarapuava, o papel das direções vai além das questões administrativas e dos trâmites burocráticos. O setor também deve atuar nas discussões do papel político-pedagógico dos cursos para, assim, fortalecer a universidade como um todo. “A comunidade precisa conhecer melhor a universidade, conhecer os cursos do setor, a fim de que a comunidade perceba o quanto nós temos de valioso aqui dentro e perto da nossa casa. Então, acho que o setor tem esse grande compromisso: unir comunidade, fazer com que os cursos sejam vigorosos e, acima de tudo, fazer com que nossos docentes se vejam com um só”, avalia Ademir.

Foram realizadas três cerimônias, um em cada campus universitário (Foto: Coorc)

Em Guarapuava, são seis os departamentos vinculados ao Sehla e todos eles também tiveram as novas chefias empossadas para mandatos de dois anos. No Departamento de História assumem os professores Carlos Eduardo Schipanski e Terezinha Saldanha. No de Letras os novos chefes são Raquel Terezinha Rodrigues e Ari José de Souza. Os docentes Gilmar Evandro Szczapanik e Ernesto Maria Giusti tomaram posse como chefe e vice do Departamento de Filosofia. Para o Departamento de Comunicação Social foram reconduzidos os professores Edgard Melech e Alexandre Lara. Sem candidatos, os departamentos de Arte e Pedagogia tiveram chefes nomeados, como pró-temperes, pela reitoria. Os professores Érica Dias Gomes e Aurélio Bona, respectivamente.

Já o Sesa Guarapuava conta com cinco departamentos pedagógicos e os novos chefes também foram empossados. No Departamento de Administração assumiram os professores Luciano Ferreira de Lima e Cleber Trindade Barbosa. Rita de Cassia Fonseca e Carlos Alberto Kuhl estarão a frente do Departamento de Ciêcias Contábeis. Para o Departamento de Ciências Econômicas foram eleitas Sandra Mara Mattos e Zoraide da Fonseca Costa. Em Secretariado Executivo os chefes são Carlos Roberto Alves e Juliane Sachser Angnes. E em Serviço Social as empossadas são as professoras Solange Fiúza e Maria Fatima Balestrin.

A chefia de Departamento é sempre um acúmulo na experiência da docência, você ter uma experiência na administração, na gestão. Ela exige de você em função de que é a porta de entrada das demandas. Então, você tem o contato direto com os professores, com os alunos, com todas as instâncias da universidade. Então, isso só agrega. O papel importante do Departamento é poder dar conta disso, mediar as situações para aquilo que é o objetivo da universidade – ser pública, de qualidade -seja atingido a partir desse trabalho”, afirma Solange.

E para atingir essa meta de proporcionar um ensino superior de cada vez mais qualidade para a comunidade, segundo a professora Christine Vargas Lima, vice-diretora do campus Santa Cruz, é preciso, sobretudo, valorizar o diálogo. “Enquanto campus, dialogarmos com os departamentos, dialogarmos com os setores e sabermos as demandas, as necessidades de cada departamento e, assim, conciliamos toda a parte da estrutura com a parte pedagógica”.

Já o campus Cedeteg conta com três setores do conhecimento. Na área de Ciências da Saúde a direção será composta pelas professoras Angela Dubiela Julik e Daiana Novello. Para Exatas e Tecnologia, os cargos de diretora e vice ficam com as professoras Luciene Leineker e Tania Tominaga. A frente do Setor de Agrárias e Ambientais de Guarapuava permanece o professor José Luiz Fávaro, tendo como seu vice Luiz Gilberto Bertotti. O diretor, inclusive, já possui expectativas para com as novas chefias de departamento. “É a questão de ter uma uma boa gestão compartilhada, discutida em cima dos problemas e bastante transparência”.

Em cada campus, foram empossados diretores e vice-diretores de Setor e chefes e vice-chefes de Departamento (Foto: Coorc)

Sob a tutela do setor dirigido pelo professor Favaro, estão os departamentos de Agronomia, com com o comando formado pelo chefe Luiz Henrique Vidal e vice-chefe Aline Marques Genú; o de Biologia que será chefiado por Patrícia Carla de Lima e Gislei Maria Rigoni; quem passará os próximos dois anos a frente do Departamento de Geografia são os professores Aparecido de Andrade e Glauco Negrão. Medicina Veterinária ficará a cargo da professora Liane Ziliotto na chefia, com a posição de vice-chefe sendo ocupada pela professora Giuliana Kasecker Botelho.

No Setor de Exatas e de Tecnologia, o curso de Engenharia de Alimentos terá o Departamento chefiado por Roberta Letícia Kruger e Valesca Kotovicz. No Departamento de Ciência da Computação, o chefe é Mauro Miazaki, que terá ao seu lado Lucélia de Souza. Nos próximos dois anos, o Departamento de Física terá a sua frente os professores Paulo José dos Reis e Eduardo Vicentini. O Departamento de Matématica contará com Vania Gryczak como chefe e Carlos Roberto Ferreira como vice. O último departamento do Setor de Exatas e de Tecnologia é o de Química, que é assumido por Ricardo Celeste e Fauze Jacó Anaissi.

O Setor de Ciências da Saúde, em Guarapuava contou com uma novidade. Na cerimonia foi entregue ao professor David Livingstone Figueiredo a portaria que o nomeia coordenador do curso de Medicina. Já no Departamento de Educação Física a chefia fica a cargo de Bruno Sergio Portela e a vice-chefia com Marcus Tartaruga. O Departamento de Farmácia será chefiado por Emerson Carraro e Daniel de Paula. O curso de Fisioterapia terá como chefe João Afonso Ruaro e como vice Marina Pegoraro Baroni. A frente do Departamento de Enfermagem permanece a professora Alexandra Bittencourt Madureira, que terá a companhia de Leticia Gramazo Soares. Para o Departamento de Nutrição o chefe será Dalton Luiz Schiessel e a vice-chefe será Marcela Komechen Brecailo.

O desafio é grande. Como o professor Osmar falou, somos nós que fazemos a universidade – tanto os docentes, quanto os discentes. O trabalho é conjunto. É tudo aquilo que foi conversado agora, que foi falado em relação à questão da qualidade, das dificuldades financeiras. Eu acho que tudo isso a gente fazendo, pensando e planejando, a gente consegue superar essas dificuldades”, compartilha o professor Dalton sobre suas expectativas para os próximos dois anos.

O diretor do campus Cedeteg, professor Fábio Hernandes, espera que os empossados usem da união para enfrentar o período. “Nós temos enfrentado alguns anos bastante difíceis, a nossa discussão junto ao governo do estado, pelo que se desenha, não vai ser muito diferente. Então, o quê que a gente espera é união. A união faz a força”.

No campus de Irati são quatro setores de conhecimento. No de Sociais Aplicadas o diretor será o professor Edélcio José Stroparo, já a vice-diretora será Raquel Dorigan de Matos. O Setor de Humanas, Letras e Artes terá como diretora a professora Michelle Fernandes Lima e como vice a professora Luciane da Costa. Já o comando do Setor de Agrárias e Ambientais terá a sua frente a professora Jeanette Beber de Souza como diretora, e a professora Izabel Passos Bonete como vice. Na Saúde, a diretoria será composta por Ana Paula Dassie Leite, que terá como vice a professora Katia dos Santos.

Para a professora Ana Paula, a oportunidade de viver mais intensamente a universidade foi uma das principais razões de se candidatar a diretoria de Setor. “Eu acredito que os professores têm que ocupar diferentes espaços na universidade, nossa nossa função e nossa missão aqui ela vai muito além do que o trabalho na sala de aula e a gente tem muitas possibilidades de espaço para ocupar. Porque nesses espaços a gente consegue ter visões diferentes, com olhares diferentes, com perspectivas diferentes”.

No Setor de Ciências da Saúde de Irati, o Departamento de Educação Física terá como chefe Emerson Luis Velozo e vice-chefe Maria Angelica Binotto. O curso de Fonoaudiologia será chefiado por Juliana de Conto, tendo como sua vice Luciana Branco Carnevale. Em Psicologia o chefe será José Alexandre de Lucca e a vice Alayde Maria Digiovanni.

O Setor de Agrárias e Ambientais conta com quatro cursos. O Departamento de Geografia passa a ser chefiado por Daniel Luiz Setefenon e Marcelo Barreto. Em Engenharia Ambiental os chefes são a professora Kelly Viviane de Souza e Nilton Cesar Pires Bione. Já em Engenharia Florestal os professores que assumem são Fabiana Bandeira Peres e Daniele Ukan. O último curso do setor, Matemática, terá Joice Jaqueline Caetano como chefe e Denilson Ramos Otomar como vice.

O Sehla de Irati terá a professora Ana Paula Wagner como chefe do Departamento de História, e Danilo Fonseca como vice. O Departamento de Pedagogia contará com Marisa Schneckenberg como chefe e Sandra Regina Pietrobon como vice. Em Letras a chefia é da professora Leonilda Procailo e a vice-chefia de Mariléia Gartner.

O Setor de Sociais Aplicadas terá Elieti Goveia como chefe e Diogo Fernandes como vice. Ciências Contábeis será comandado por Marines Taffarel e Edson Roberto Macohon. A vice-chefia do Departamento de Administração fica com Maurício Atamanzuck e a chefia é de Sérgio Luis D’Oliveira que reassume o cargo. “A gente está no momento de alteração de projeto pedagógico e colaborar com o curso é a contribuição que a gente tem que dar para a instituição também”.
diretor do campus de Irati, professor Afonso Figueiredo Filho, acompanhou a cerimônia de posse e salientou a importância da renovação das chefias e diretorias. “Renovação sempre é algo bom, salutar. Então, você recebe um time novo, motivado. É um momento importante para a universidade porque são cargos fundamentais para a formação dos nossos alunos, para as nossas pesquisas científicas, para nossa extensão”.

Avatar

Deixe uma resposta