Professores e funcionários da Unicentro participam  de curso de redação de artigos em inglês

Professores e funcionários da Unicentro participam de curso de redação de artigos em inglês

Nos últimos anos, a Unicentro tem concentrado esforços no processo de internacionalização. Neste ano, as ações de capacitação para a comunidade acadêmica já começaram. Exemplo disso é curso de redação de artigos em inglês que foi ministrado para docentes e servidores da Unicentro por meio do Programa Researcher Connect por instrutores que representam o British Council.

De acordo com uma das treinadoras do curso, Flávia Pires Rodrigues, além da escrita em língua inglesa, o curso também aborda outros aspectos da comunicação científica. “O objetivo desse curso é melhorar as habilidades dos participantes nos eventos onde a comunicação científica é exigida. A gente trabalha também um pouco das habilidades de escrita, mas mais voltada para a linha de raciocínio. Também trabalhamos a colaboração, como fazer contato com os professores fora do país para fazer publicações em conjunto e pedir para agências de fomento algum recurso para realizar a pesquisa em conjunto, tanto no âmbito multidisciplinar, quanto dentro da área de cada um deles”, explica.

O curso tem apoio da Fundação Araucária, do British Council, do Fundo Newton e do Confap (Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa), reunindo 18 participantes – professores e servidores dos três campi da universidade. O docente Marcelo Marques Lopes Muller, do Departamento de Agronomia, por exemplo, participou do curso e vê na proposta mais uma oportunidade para avançar no processo de internacionalização institucional. “A universidade tem um plano relativamente recente de internacionalização e o curso vem atender, em parte, essas necessidades da universidade para melhorar os contatos, os convênios com pesquisadores de outros países para que esse plano de internacionalização ocorra”.

Expectativa é que ois 18 participantes atuem como multiplicadores (Foto: Coorc)

O professor Marcos Roberto Kuhl, do Programa de Pós-graduação em Administração, participou do curso para receber orientações sobre como ter mais eficiência na divulgação dos resultados de pesquisa, visando dar alcance internacional aos trabalhos. “Primeiro, porque é uma experiência nova, diferente para nós, principalmente para a nossa área, que é uma área bastante nova na pós-graduação da Unicentro e, segundo, porque uma das grandes exigências da Capes é a internacionalização a partir da questão de publicações. E para você publicar internacionalmente tem que ter um conhecimento mais aprofundado de como é a escrita, como que você deve proceder para fazer isso. Então, a ideia é aproveitar esse curso e depois disseminar para os colegas, para a gente tentar ampliar um pouco mais a nossa participação em publicação internacional”.

O servidor Jean Lubczyk, do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Comunitário de Irati, também acredita que a participação no curso é uma forma de agregar conhecimentos. “Eu achei uma maneira boa de incrementar o meu conhecimento e ainda mais sendo em outra língua, já aproveita e aprende alguma coisa nova e também acrescenta e treina o inglês”.

Para Flávia Rodrigues, treinadora que representa o British Council, a expectativa é que todo o conhecimento compartilhado durante os três dias de capacitação chegue ao maior número possível de professores e acadêmicos, contribuindo para a internacionalização da universidade. “A ideia é que cada um desses professores funcionem como embaixadores dessa ideia para os seus próprios alunos e para outros professores que não tiveram oportunidade de participar. Então, a ideia é a de multiplicação mesmo, de espalhar essa ideia, essa filosofia para que cada vez mais as universidades no Brasil possam se internacionalizar”, finaliza.

Avatar

Deixe uma resposta