Professores da Unicentro participam de treinamento do British Council, Fundo Newton e Fundação Araucária

Professores da Unicentro participam de treinamento do British Council, Fundo Newton e Fundação Araucária

Expandir horizontes, firmar parcerias e dar à comunidade acadêmica a oportunidade de vivenciar experiências internacionais são alguns dos objetivos da Unicentro nos últimos anos. Para isso, a nossa Universidade tem concentrado esforços no que diz respeito à promoção da internacionalização, capacitando servidores e o corpo docente.

Prova disso foi a participação dos professores Najeh Maissar Khalil – do Departamento de Farmácia e do Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas – e Luís Paulo Mascarenhas – do Departamento de Educação Física do Campus de Irati e do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Comunitário – na última edição do curso Researcher Connect.

Realizada em Curitiba, a capacitação contou com o apoio do British Council, do Fundo Newton e da Fundação Araucária. “O objetivo do evento foi a realização de cursos presenciais para o desenvolvimento de habilidades em comunicação científica, destinado, principalmente, para pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento”, explica o professor Najeh.

Durante os três dias de treinamento, os participantes receberam orientações sobre como desenvolver pesquisas com eficiência, visando dar alcance internacional aos seus trabalhos. “Foram passadas algumas dicas e curiosidades de como elaborar um primeiro contato via e-mail e como participar do desenvolvimento de projetos de pesquisa para arrecadar fundos nos editais internacionais. Esse evento nos possibilitou a interação com técnicas de como se comunicar e como interagir nesse campo novo que está aparecendo e surgindo para nós”, conta o professor Luís Paulo Mascarenhas.

O professor Luís Paulo ainda destaca que a participação no curso mostra o comprometimento da Unicentro com as políticas e ações voltadas à internacionalização. “Esse foi o primeiro passo para entendermos como é o processo de conexão, o processo de sedimentação de uma parceria internacional. É um evento que vai abrir portas para que possamos crescer dentro da Universidade e dentro dos contextos nacional e internacional”, disse.

O professor Najeh também ressalta quais devem ser os próximos passos rumo à consolidação da internacionalização na Universidade, a partir desse treinamento. “É interessante, num próximo momento, a abertura de chamadas específicas, que possibilitem bolsas de estudo para discentes e docentes realizarem, por exemplo, um doutorado sanduíche, pós-doutorado, ou treinamentos técnicos voltados para internacionalização das suas pesquisas”.

Deixe uma resposta