Quatro Programas de Pós-Graduação da Unicentro melhoraram desempenho em avaliação quadrienal da Capes

Quatro Programas de Pós-Graduação da Unicentro melhoraram desempenho em avaliação quadrienal da Capes

Quatro Programas de Pós-Graduação da Unicentro melhoraram seu desempenho, segundo a última avaliação quadrienal da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Os Mestrados em Desenvolvimento Comunitário, Educação e Letras subiram o conceito de três para quatro. Com isso, estão aptos a pleitear a oferta de Doutorado. Já o Programa de Ciências Farmacêuticas, em associação ampla com o UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa), que já contava com ofertas de Mestrado e Doutorado, também subiu de conceito três para quatro.

A distribuição de conceitos é feita em uma escala que vai de 1 (um) a 7 (sete). Para os programas que oferecem apenas cursos de Mestrado o conceito máximo é 5 (cinco) e nota 4 (quatro) é o mínimo exigido para que um programe passa a ofertar, além de Mestrado, também Doutorado. “O resultado, a gente avalia que ele é bastante positivo, porque nós conseguimos com que quatro cursos tivessem seu conceito aumentado. Esses cursos, a maior parte deles está na primeira avaliação completa, com quatro anos e, para nós isso, é muito importante porque além de mostrar o avanço do corpo docente, da coordenação dentro do curso, também evidencia a possibilidade de a gente pleitear alguns doutorados nessas áreas”, explica o pré-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, professor Marcos Ventura.

Segundo o pró-reitor, alguns coordenadores já estão se mobilizando e buscando conversar com os colegiados dos cursos para discutir a elaboração de projetos de doutorado. “O que habilita é o conceito 4 (quatro), que nós já temos. Então, essa submissão pode ser esse ano, pode ser no próximo, de acordo com o ritmo e com a finalização de bons projetos, projetos bem qualificados, projetos bem estruturados, para que a gente possa ter sucesso na submissão, resultando na aprovação”, ressalta Marcos.

Os Programas de Pós-Graduação da Unicentro que obtiveram nota 4 (quatro) foram os em Desenvolvimento Comunitário, que está sediado no campus de Irati; em Ciências Farmacêuticas, ofertado no campus Cedeteg; em Letras e em Educação, ambos sediados no campus Santa Cruz. Para o coordenador do Mestrado em Educação, professor Gilmar de Carvalho Cruz , o resultado mostra a evolução do curso, que em sua primeira avaliação já conquistou o conceito 4 (quatro). “Ter uma nota 4 (quatro) na primeira avaliação significa que no cenário da área da Educação, no cenário brasileiro da pós-graduação em Educação no Brasil, a gente está muito bem colocado e isso nos deixou muito felizes. Não vou dizer que é uma grata surpresa porque a gente tem trabalhado – o coletivo, que se construí pelo corpo docente, pelo corpo técnico administrativo – nessa direção. Mas é, realmente, um feito extraordinário, extremamente positivo” comenta.

O coordenador do Mestrado em Desenvolvimento Comunitário, professor Luiz Paulo Mascarenhas, avalia a nota 4 (quatro) como uma construção do programa, que estimula o trabalho de orientação e publicação dos professores, bem como trabalha pela internacionalização do curso, que possui alguns alunos de outros países, como o Peru e o Chile, e também oferta uma disciplina ministrada em língua inglesa. “Agora, então, nós estamos num processo de abertura do Doutorado aonde a nota 4 então viabiliza o nosso programa, segundo a CAPES. Esse processo já está em andamento, o nosso objetivo é poder, o mais breve possível, provavelmente já em 2018 já poder contar com o doutorado em Desenvolvimento Comunitário”.

O conceito 4 (quatro) também foi recebido com muito entusiasmo por todo corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Letras, coordenado pela professora Lidia Stutz. Ela ressalta a importância do trabalho coletivo – entre coordenação, professores e discente -, visando a publicação e disseminação de artigos científicos. Também, foram aspectos exaltados na avaliação o trabalho de orientação e condução das disciplinas e os projetos interinstitucionais com outras universidades do Brasil e do exterior. “Para o Mestrado em Letras é uma grande conquista, principalmente porque a partir desses resultados nós esperamos poder ampliar o trabalho do nosso Programa. Solicitar, fazer novos projetos, e o principal é o projeto do doutorado em si. Para isso, nós já estamos nos articulando”, afirma.

Deixe uma resposta