O candidato que necessitar de atendimento especial deve requerê-lo à Coordenadoria Central de Processos Seletivos, até o último dia de inscrição, indicando os recursos especiais necessários e anexando laudo médico assinado e legível, com o código da Classificação Internacional de Doenças – CID, que ateste a espécie e o grau ou o nível de deficiência, observando um dos procedimentos a seguir:

I. Preencher requerimento nos Protocolos dos Campi de Guarapuava, Irati, Chopinzinho, Coronel Vivida, Laranjeiras do Sul, Pitanga ou Prudentópolis, ou

II. Enviar a solicitação por meio de correspondência Sedex para a Coordenadoria Central de Processo Seletivos/Campus Santa Cruz, em Guarapuava, valendo, para todos os efeitos, a data da respectiva postagem.

CAMPUS UNIVERSITÁRIO SANTA CRUZ
A/C Coordenadoria Central de Processos Seletivos, COORPS
Rua Salvatore Renna, 875 – Bairro Santa Cruz – Cx. Postal 3010 – CEP 85.015-430
GUARAPUAVA – PR

A candidata que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas, além de solicitar atendimento especial, deve levar nos dias de realização das provas um acompanhante, que será responsável pela guarda da criança. A candidata não realizará as provas acompanhada pela criança.

Em conformidade com a legislação em vigor, os candidatos com deficiência têm a duração das provas ampliada em até sessenta minutos, para cada dia de prova, desde que a deficiência seja comprovada por laudo médico encaminhado à organização do concurso no prazo estabelecido.

Aos candidatos com deficiência visual é concedido atendimento especial durante a realização das provas, desde que formalizem a solicitação até o prazo estabelecido.

O atendimento especial constitui-se, conforme o caso, em:

a) Provas impressas, elaboradas de forma ampliada;

b) Ledor para o deficiente visual total.

A prova de Redação deve ser feita em braille, pelo candidato.

Os candidatos com deficiência auditiva têm o auxílio de um intérprete da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS, durante a aplicação das provas, desde que formalizem a solicitação.

Será concedida BANCA EMERGENCIAL ao candidato que sofra imprevisto às vésperas ou nos dias de provas (acidente, doença súbita, parto ou outro). Somente serão atendidos os casos comunicados até três horas antes do início das provas. A banca será instalada no Campus ou em instituições como: hospital, posto de saúde, etc., somente na cidade indicada pelo candidato para realizar as provas, sendo vedado o atendimento, sob qualquer hipótese, fora da cidade indicada, em domicílio ou em local privado.

Não será concedido atendimento especial a candidatos com deficiência e necessidades especiais que não formalizarem a solicitação.