Paraná anuncia vacinação dos trabalhadores do ensino superior

Paraná anuncia vacinação dos trabalhadores do ensino superior

Na última segunda-feira (7), o vice-reitor da Unicentro, Ademir Juracy Fanfa Ribas, participou de reunião com o secretário de Estado da Saúde do Paraná, Beto Preto, o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, e representantes das universidades do Paraná. O objetivo foi o de debater o início da imunização dos trabalhadores do ensino superior no Estado, que consta no Plano Estadual de Vacinação.

O vice-reitor da Unicentro explicou que, neste primeiro momento, vinte mil doses do imunizante produzido pela Pfizer/BioNTech, que chegaram no Estado do Paraná na segunda-feira (7), serão destinadas aos professores e técnicos de todas as instituições de ensino superior, públicas e privadas. Elas serão distribuídas a 64 municípios paranaenses. “Foi uma reunião muito importante, onde pudemos definir o início da vacinação para os trabalhadores das universidades. Sabemos o quanto isso é importante para que possamos continuar nosso trabalho com maior tranquilidade e segurança”, afirmou, lembrando, ainda, que na Unicentro, cerca de duas mil pessoas devem ser vacinadas nessa etapa do Plano.

“Estamos felizes em começar a vacinar mais um grupo fundamental para o Estado. Ultrapassamos a marca de quatro milhões de doses aplicadas e estamos avançando dentro das nossas prioridades e na população em geral”, declarou o secretário Beto Preto.

As doses serão encaminhadas ainda nesta semana para as Regionais de Saúde do Estado e os municípios serão responsáveis pela definição da ordem de aplicação das vacinas. A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) também informou que, nesse momento, não estão incluídos professores e técnicos de polos de cursos ofertados na modalidade de Ensino a Distância (EaD).

De acordo com o Censo de Educação Superior de 2019, realizado pelo Ministério da Educação (MEC), o Paraná tem cerca de 60 mil profissionais nas instituições de ensino superior, entre professores e trabalhadores administrativos.

Para o superintendente Aldo Bona a vacinação da comunidade universitária tranquiliza esses profissionais. “As atividades de ensino, pesquisa e extensão, desenvolvidas pelas universidades paranaenses, são essenciais para o desenvolvimento do Estado e para a retomada econômica no período pós-pandemia. A vacinação desse público é de fundamental importância e traz alívio para a comunidade acadêmica”, afirmou.

O reitor da Unicentro, Fábio Hernandes, agradeceu o empenho do secretário Beto Preto e do superintendente Aldo Bona para agilizar a vacinação dos trabalhadores das universidades. Ele também destacou a importância de que as vacinas cheguem a todos os brasileiros, para conter o avanço da pandemia. “As universidades têm atuado muito no combate ao Coronavírus, em várias frentes e ações. Essa vacinação vai proporcionar que possamos colaborar ainda mais no enfrentamento da pandemia”, destacou.

VACINAÇÃO – De acordo com o Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), o Paraná aplicou mais de quatro milhões de doses até a manhã desta terça-feira (8), sendo 2.793.678 referentes à primeira dose e 1.232.380 para a segunda dose. Além do grupo considerado prioritário pelo Plano Nacional de Imunização (PNI), que alcança quase cinco milhões de pessoas, o Estado começou a vacinar a população em geral de forma escalonada.

Com informações da Seti/PR.

Deixe uma resposta