Unicentro e Universidade Tecnológica do Panamá iniciam aproximação

Unicentro e Universidade Tecnológica do Panamá iniciam aproximação

A Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) e a Universidade Tecnológica do Panamá (UTP) têm em comum o fato de serem instituições públicas e que oferecem formação em educação superior gratuitamente. Além disso, ambas estão voltadas para os anseios das comunidades em que estão inseridas e, ao mesmo tempo, têm suas portas abertas para o mundo. As duas também têm parcerias de internacionalização com a Universidade Nacional de Jujuy (UNJu) e buscam ampliar suas redes com instituições latinas.

Esses pontos em comum estão permitindo que Unicentro e UTP comecem uma aproximação, visando a cooperação em ensino, pesquisa e extensão. Para isso, as instituições iniciaram uma série de reuniões virtuais. “Nesse primeiro momento foi uma agenda de aproximação no âmbito dos nossos cursos de Administração Pública e Tecnólogo em Gestão Pública, que são ofertados na modalidade de educação a distância. A UTP, se interessou em entender a nossa dinâmica, o combate a evasão, como a universidade tem conseguido bons resultados nestas duas ofertas. Fizemos a exposição com a participação da nossa reitoria, da coordenação dos cursos, enfim, e, a partir daí, delineamos algumas ações em potencial já, imediatamente, mesmo antes da volta das aulas presenciais e a retomada da normalidade”, relata o diretor da Central de Relações Institucionais da Unicentro, professor Marcio Fernandes.

Pela Unicentro, participaram da reunião o vice-reitor da universidade, professor Ademir Fanfa Ribas; o próprio professor Marcio; o diretor do Escritório de Relações Internacionais, Adriano Machado; e o coordenador do curso a distância de especialização em Gestão Pública, Cleverson Salache. Na UTP, as ações de aproximação estão sendo lideradas pela diretora de Relações Internacionais, Aris Castillo. “A Unicentro compartilhou suas experiências no campo virtual. Na Universidade Tecnológica do Panamá, vemos como positiva essa nova possibilidade de correlação que estamos estabelecendo com a Unicentro. Temos certeza que trará benefícios mútuos em pesquisa e no ensino, consequentemente, impactando nossos países”, avalia Aris.

A reunião foi realizada de modo virtual e reunião representantes da Unicentro e da UTP

De acordo com o diretor da Central de Relacionamentos Institucionais da Unicentro, nessa primeira reuniões já foram delineadas três frentes de ação. “Uma delas diz respeito a possível participação de alunos egressos da UTP, ou mesmo servidores e eventualmente professores, em um dos nossos cursos de especialização em Gestão Pública, que devemos lançar ainda este ano, para que eles – além da titulação em si – entendam o coração da EaD, o mecanismo, como ele funciona e como a Unicentro se tornou uma referência em educação a distância não só no Paraná”, discorre Marcio.

Outra tratativa é para que seja viabilizada a participação de estudantes da Unicentro, que participam dos programas de iniciação científica, apresentem os resultados de suas pesquisas no encontro de IC da UTP, que será realizado no segundo semestre, virtualmente. E que, do mesmo modo, alunos de lá apresentem suas investigações no Eaic, que é o Encontro de Iniciação Científica da Unicentro. Mas,antes disso, reforça Marcio, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação precisa ser consultada e incluída nas discussões.

“Por fim”, conta Marcio, “um projeto mais ousado, que é a criação de um centro de pesquisa e ação multidisciplinar, a partir da inteligência artificial” é a terceira frente de trabalho estabelecida pelas instituições.

Avatar

Deixe uma resposta