Departamento de Turismo da Unicentro trabalha no Inventário Turístico de Irati

Departamento de Turismo da Unicentro trabalha no Inventário Turístico de Irati

Alunos dos segundo e terceiro anos do curso de Turismo do Campus de Irati da Unicentro estão participando da elaboração do Inventário Turístico do Município. O projeto está sendo realizado a partir de uma parceria firmada pelo Departamento de Turismo da Universidade com o Departamento de Turismo do Município de Irati, que faz parte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

A construção de um Inventário Turístico consiste na realização de um levantamento de dados qualitativos sobre o turismo no município. “Ele vai montar uma uma base de dados sobre a oferta turística municipal, que vai facilitar para o poder público saber o que ele tem; vai possibilitar que novos empresários, que queiram investir na cidade, vejam quais são as oportunidades. E vai possibilitar ao turista informações do que visitar, onde se hospedar e o que comer. São informações que vão beneficiar toda a população”, explica Diogo Luders Fernandes, um dos professores responsáveis pelo projeto.

A ideia da realização de um Inventário Turístico surgiu a partir de uma necessidade do próprio município, como ressalta o professor Diogo. “Devido a demanda de trabalho deles, eles nos solicitaram se havia como ajudarmos nesse trabalho, pois o Inventário está um pouco desatualizado. Então, houve a possibilidade de ajudarmos”.

Para o docente, que divide a responsabilidade pela realização do trabalho com o também professor Leandro Baptista, a construção do Inventário é um passo importante dado pelo município de Irati rumo a valorização do Turismo na cidade. Afinal, através do trabalho desenvolvido pelos acadêmicos, a população poderá ter acesso e usufruir de informações importantes. “São levantados desde a possibilidade hoteleira e serviços que são oferecidos. Quando se parte para os atrativos é da mesma forma, pesquisamos qual a capacidade e o horário de atendimento”, exemplifica Diego.

O patrimônio arquitetônico da cidade é um dos pontos pesquisados

A grade curricular da graduação em Turismo tem três disciplinas em que os acadêmicos têm a oportunidade de entrar em contato com a construção de um inventário: “Planejamento e Organização do Turismo”; “Planejamento do Turismo em Áreas Urbanas”; e “Projetos e desenvolvimento de documentos turísticos”. Entretanto, segundo Diogo, esse trabalho era realizado de forma simplificada. Já agora, com o projeto, os estudantes ganham a oportunidade de vivenciar a profissão de forma mais realista. “É uma oportunidade de colocarem em prática o que aprendem em sala de aula. Antigamente nós desenvolvíamos o inventário de um atrativo só. E, agora, vemos que os alunos têm um campo maior de trabalho. Além disso, começamos a dar um pouco mais de visibilidade para a própria profissão. Assim, o curso também acaba se fortalecendo um pouco mais”.

Importância também ressaltada por Hallana Halila, acadêmica do segundo ano de Turismo e uma das participantes do projeto. “Acredito que é muito importante passar por essa experiência na graduação porque praticamos as coisas que aprendemos na teoria e entendemos os erros e os acertos. Acho que esse é o principal fator desse estágio: entrar no mercado de trabalho já sabendo o que fazer e como fazer”.

Deixe uma resposta