Programa Paraná Mais Orgânico auxilia produtores rurais da região de Guarapuava a passarem por auditoria remota

O projeto de extensão da Unicentro, Paraná Mais Orgânico (PMO), auxilia agricultores a obterem seus certificados de conformidade orgânica. Aqueles produtores que obtiveram o certificado passam de 6 em 6 meses por nova auditoria de inspeção. Nesse período de pandemia em que viagens e atividades presenciais foram suspensas, o PMO buscou métodos alternativos de realizar essas auditorias. As auditorias de inspeção são importantes para certificar a qualidade do produtor orgânico e habilitar que os produtores mantenham válido o seu certificado.

O método alternativo encontrado foi via internet através da plataforma Skype, chamada de vídeo no WhatsApp ou mensagens de áudio e texto por chamada de telefone celular, entre inspetor(a) e agricultor(a). Inicialmente os profissionais do PMO contataram o produtor que receberia a inspeção, explicando como seria o procedimento. Os profissionais fizeram pedido de algumas fotos e documentos que representem a situação atual da propriedade. Na sequência, os profissionais do PMO encaminharam todos os arquivos e dados necessários para o inspetor, sendo que em seguida o inspetor entrou em contato com o agricultor. Nesse momento dúvidas foram sanadas e se necessário o produtor teve até 3 dias para encaminhar eventuais documentos faltantes ao inspetor.

A primeira auditoria de inspeção remota ocorreu no município de Guarapuava no dia 15 de maio de 2020 com o produtor Sr. Urubatam Bufrem. Posteriormente, tivemos as inspeções com os produtores Sr. Miguel Javoski no dia 26 de maio (Figura 01) no município de Pitanga, Sr. Wagner Torres no dia 27 de maio (Figura 02) no município de Iretama e Sr. Erasmo Carlos Leite no dia 27 de maio no município de Roncador. Na sequência foram realizada as auditorias do Sr. Darildo Ramos Tilpe no dia 3 de junho no município de Pitanga, Sra. Irene G. M. Mendes no dia 4 de junho no município de Turvo e Sr. Adir José no dia 4 de junho no município de Reserva do Iguaçu.

Os produtores tiveram resultado positivo nas auditorias e relataram que a auditoria remota possui a mesma cobrança de uma auditoria presencial. Desta forma pode-se afirmar que mesmo a distância é possível manter a confiabilidade do certificado e rastreabilidade dos produtos orgânicos certificados.

Dessa forma a equipe do PMO continua com as atividades a todo vapor, mantendo o isolamento social, prevenindo-se e cuidando para que os produtores fiquem em segurança contra a COVID19, porém sem deixar de realizar atividades do projeto.

Figura 01 – Inspeção de produção orgânica do Sr. Miguel Javoski do município de Pitanga realizada no dia 26 de maio de 2020 por via remota.

Figura 02 – Inspeção de produção orgânica do Sr. Wagner Torres do município de Iretama no dia 27 de maio de 2020 por via remota.

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *