Estudantes de Fisioterapia Unicentro recebem menção honrosa em congresso sobre deficiências

Estudantes de Fisioterapia Unicentro recebem menção honrosa em congresso sobre deficiências

Os estudantes Pedro Augusto Clemente, Rafael José Dal Molin, Bruna Camilla Gallon e Ariane Helena Moraes Tofanini dividem a gestão do Centro Acadêmico do curso de Fisioterapia da Unicentro e também a autoria de uma pesquisa que tem como tema a sinalização endocanabinóide no transtorno do espectro autista. Para o desenvolvimento do estudo, eles contaram com a orientação da professora Giovana Frazon de Andrade. Os resultados do trabalho foram apresentados no I Congresso Brasileiro Multidisciplinar sobre Deficiências e Autismo e renderam aos alunos e à docente uma menção honrosa concedida pela organização do evento e a publicação do artigo na Revista Saúde e Ciência Online.

Para a professora Giovana, esse reconhecimento é motivo de alegria, na medida que deve incentivar a prática da pesquisa entre os estudantes do curso. “É muito prazeroso para um professor ver o crescimento e o desenvolvimento dos alunos no período da graduação. Acredito que o recebimento desse prêmio aumentará a confiança dos alunos, estimulando-os a seguir o caminho da pesquisa científica. Além da menção honrosa, o trabalho também será publicado em revista, o que gera uma melhora no currículo e oportunidades futuras na profissão”, diz a docente.

No caso do Rafael José Dal Molin, o gosto pela pesquisa já foi incorporado e, agora, ele já pensa em continuar a estudar depois que concluir a graduação. Por isso, ele avalia que o prêmio vai além de um incentivo. “Fora que toda a questão de você querer, por exemplo, um mestrado, um doutorado, participar de uma residência, toda a publicação de artigo conta. Então, acho que isso também agrega no currículo e é de suma importância também para conseguir uma pontuação boa para esses eventos”, afirma Rafael.

Já o Pedro Augusto Clemente viu no tema da pesquisa uma área para desenvolver seus estudos durante o TCC, que é o Trabalho de Conclusão de Curso. “Sabe-se que mães de pacientes autistas utilizam medicações como canabidiol e/ou THC para tratar seus filhos. Eu, vendo relatos, me interessei muito nessa área. Por isso, eu estou planejando fazer pesquisa sobre isso, se possível utilizar para meu tema de TCC e buscar depois pós-graduação nessas áreas”, conta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *