Nas escolas e na rua, projeto da Unicentro defende a preservação ambiental

Nas escolas e na rua, projeto da Unicentro defende a preservação ambiental

Deixar a linguagem técnica de lado e usar o teatro para passar informações importantes a um público bastante especial: as crianças. Esse foi o desafio dos acadêmicos do curso de Medicina Veterinária, que participam do projeto de extensão “Saúde Pública e Sustentabilidade na Escola”. “Somos acostumados a falar com produtor e técnicos, e aí, quando a gente vem na escola falar com essas crianças, tentamos passar de uma forma mais simples”, destacou a estudante Bianca Casavechia, do quinto ano .

O projeto está sendo desenvolvido desde o ano passado e tem como objetivo compartilhar o conteúdo visto na Universidade com alunos do ensino fundamental. De uma maneira bastante lúdica, as crianças da Escola Municipal Irene Guimarães Pupo aprenderam sobre os cuidados que devemos ter com os animais, além de informações sobre higiene e saúde pública. “O projeto é para possibilitar às crianças um conhecimento melhor não só da profissão do médico veterinário e do cuidado com os animais, mas também da atuação do médico veterinário dentro da saúde pública”, contou o coordenador do projeto, professor Adriano Carrasco.

Crianças ficaram encantadas com o teatro e fixaram as informações (Foto: Luiz Felipe Panozzo)

Para a diretora da Escola, Adriane Melhem, o projeto tem grande importância no que diz respeito à formação dos alunos. “É um projeto que incentiva as crianças com o cuidado com os animais, com a higiene pessoal, e essa maneira que eles estão mostrando, através do teatro, ficando mais lúdico, fica mais interessante para os alunos”.

Mas as atividades do projeto não pararam por aí. Uma segunda ação, que ganhou o nome de “Unicentro na Rua”, também foi desenvolvida para levar informações sobre preservação ambiental a todas as pessoas que passaram pelo calçadão da XV de Novembro. “Estamos abordando, principalmente, a conservação de fauna, a questão do bem-estar dos animais, da não-agressão aos cães e gatos”, explicou o acadêmico Thiago Costa.

Esclarecimentos sobre a preservbação ambiental també,m na Rua XV de Novembro (Foto: Luiz Felipe Panozzo)

Para chamar a atenção do público, os acadêmicos colocaram em exposição alguns animais empalhados. Quem parava para observar as peças, também recebia informações sobre a importância de cuidar do meio ambiente. Seo Nelson Macarrone, que mora na região rural de Inácio Martins, parou para ouvir as orientações e aprovou a iniciativa dos acadêmicos. “Para mim, é importante, porque a gente mora no interior, então a gente sempre vê os animais. É um trabalho nosso preservar para as gerações futuras”, complementou.

Outras ações como essas devem ser realizadas a partir do próximo semestre. A expectativa é que nas próximas atividades, o projeto consiga envolver mais cursos da Universidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *